Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exame rápido diminui uso desnecessário de antibiótico, diz pesquisa

De acordo com estudo, teste de proteína C reativa para identificar infecção bacteriana reduz em 22% a prescrição de antibióticos

Um rápido exame de sangue pode ajudar a identificar infecções bacterianas e reduzir o número de prescrições desnecessárias de antibióticos, de acordo com uma pesquisa publicada nesta quarta-feira no periódico The Cochrane Library.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Biomarkers as point-of-care tests to guide prescription of antibiotics in patients with acute respiratory infections in primary care​

Onde foi divulgada: periódico The Cochrane Library.

Quem fez: Aabenhus R, Jensen J-US, Jørgensen KJ, Hróbjartsson A e Bjerrum L.

Instituição: Universidade de Copenhague, na Dinamarca.

Resultado: Médicos que pediram exames de proteína C reativa em seus pacientes receitaram menos antibióticos do que aqueles que não pediram o teste.

Segundo o estudo realizado por cientistas da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, os médicos geralmente não têm nenhuma maneira imediata de saber se o paciente está com uma infecção bacteriana ou viral. Na dúvida, receitam o antibiótico.

Leia também:

Estudo mostra que médicos ainda prescrevem antibióticos em excesso nos EUA

Os antibióticos e a obesidade

O uso desnecessário do medicamento pode criar bactérias resistência às drogas disponíveis no mercado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já considerou o problema uma realidade na saúde pública global e diversos pesquisadores pensam na possibilidade da existência de uma era pós-antibiótico.

“Os nossos resultados sugerem que a prescrição de antibióticos em pacientes com infecções respiratórias agudas poderia ser reduzida com a realização de testes de biomarcadores de bactérias”, diz Rune Aabenhus, coautor do estudo e pesquisador da Universidade de Copenhague.

Teste – Os pesquisadores analisaram seis estudos que verificaram se o exame que mede o nível da proteína C reativa, marcador que indica se o corpo passa por algum processo inflamatório, é eficaz para identificar uma infecção bacteriana. Atualmente, esse é o único método rápido que poderia ajudar os médicos na prescrição adequada de antibióticos – o resultado sai em até 3 minutos.

Os estudos envolveram 3 284 pacientes adultos. Ao todo, 1 685 realizaram o teste da proteína C reativa, sendo que em 631 casos os antibióticos foram receitados. Entre os 1 599 pacientes que não fizeram o teste, 785 receberam prescrição de antibióticos. Assim, os pesquisadores constataram que a utilização de antibiótico foi 22% menor no grupo que se submeteu ao teste.

“Fazer o exame numa maior escala seria útil para analisarmos dados sobre a redução da prescrição, bem como comparar a eficácia desse teste com outras abordagens que identificam infecções bacterianas”, explica Aabenhus.