Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA poderão aplicar meia dose da vacina da Moderna

Nova estratégia poderá ajudar a acelerar imunização, mas depende de aprovação da FDA

Por Giulia Vidale 4 jan 2021, 17h44

Os Estados Unidos poderão aplicar meia dose da vacina da Moderna em pessoas de 18 a 55 anos de idade para acelerar a imunização da população. De acordo com Moncef Slaoui, um funcionário da Operação Warp Speed do governo americano, em entrevista à rede americana CBS, a redução do volume proporcionou uma “resposta imune idêntica” em pessoas dessa faixa etária.

Segundo Slaoui, a estratégia possibilitaria inocular o dobro de pessoas, sendo uma “abordagem mais responsável com base em fatos e dados”. No entanto, ainda é necessário aprovação da FDA, agência que regula medicamentos nos EUA, para colocá-la em prática. “Estamos discutindo com a Moderna e com o FDA, é claro que no final das contas será uma decisão do FDA acelerar a injeção de metade do volume”, ressaltou o funcionário.

De acordo com informações da CNN, a agência irá se reunir esta semana para considerar o novo esquema de vacinação. Se aprovado, como a imunização depende da aplicação de duas doses, o novo regime consistirá na administração de duas meias doses da vacina para pessoas com idade entre 18 e 55 anos.

Os comentários de Slaoui vieram à tona depois que ele foi pressionado a detalhar como o governo federal está agindo para aumentar a agilidade a vacinação no país, que está aquém da meta inicial de vacinar 20 milhões de pessoas até o final de 2020. De acordo com dados do Centros de Controle e Prevenção de Doença (CDC, na sigla em inglês), até a manhã desta segunda-feira, 4, foram aplicadas mais de 4,2 de doses e distribuídas pelo menos 13 milhões de doses.

Aumento da capacidade de produção

Nesta segunda-feira, 4, a Moderna anunciou que ampliou em 20%sua capacidade de produção de vacina contra a Covid-19 para o ano 2021. Em vez das 500 milhões de doses previstas inicialmente, a empresa aumentou sua estimativa de produção global para 600 milhões de doses para este ano, embora o objetivo seja alcançar a meta de produzir 1 bilhão de doses para 2021. O imunizante já está em uso nos EUA e no Canadá.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro disse que o Brasil poderá comprar a vacina da Moderna.

Continua após a publicidade
Publicidade