Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Estudo mostra que treinamento de resistência queima gordura

Carga mecânica imposta pela modalidade atua sobre o metabolismo das células que armazenam gordura

Por Simone Blanes Atualizado em 11 ago 2021, 16h23 - Publicado em 10 ago 2021, 16h03

Um novo estudo realizado pelas unidades de Medicina e Ciências Médicas da Universidade de Kentucky, nos Estados Unidos, aumenta as evidências de que os exercícios de resistência são benéficos para a perda de gordura. Publicado no FASEB Journal, a pesquisa descobriu que esse tipo de atividade física regula o metabolismo das células de gordura em nível molecular. Os resultados obtidos em cobaias e em humanos mostram que, em resposta à carga mecânica, as células musculares liberam partículas chamadas vesículas extracelulares, que dão instruções às células de gordura para entrar no modo de queima.

LEIA TAMBÉM: Malhação para o cérebro: exercícios contra Parkinson, Alzheimer e cia.

Inicialmente, as vesículas estavam associadas à eliminação de proteínas, mas verificou-se que elas desempenham um papel importante na comunicação intercelular. “O estudo traz uma nova dimensão à forma como o músculo esquelético se comunica com outros tecidos usando essas vesículas extracelulares” explica John McCarthy, autor do trabalho. “Até onde sabemos, esta é a primeira demonstração de como o treinamento com pesos inicia as adaptações metabólicas no tecido adiposo, algo crucial para determinar os resultados metabólicos em todo o corpo”, completa McCarthy.

 

Continua após a publicidade

Publicidade