Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudo identifica droga capaz de impedir o ganho de peso

Pesquisadores americananos descobriram que um medicamento usado para tratar acne e asma inibe a ação de genes responsáveis por impedir que uma pessoa emagreça mesmo fazendo dieta

Pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, descobriram que o amlexanox, uma droga anti-inflamatória e antialérgica prescrita para tratar problemas como asma e afta, pode ajudar a combater a obesidade e até reverter quadros de diabetes. Isso porque, segundo descobriram os especialistas, o medicamento é capaz de alterar o metabolismo e fazer com que uma pessoa deixe de armazenar calorias em excesso. O estudo, que é preliminar, feito com camundongos, foi publicado neste domingo na revista Nature Medicine.

Conheça a pesquisa

TÍTULO ORIGINAL: An inhibitor of the protein kinases TBK1 and IKK-ε improves obesity-related metabolic dysfunctions in mice

ONDE FOI DIVULGADA: periódico Nature Medicine

QUEM FEZ: Alan Saltiel e equipe

INSTITUIÇÃO: Universidade de Michigan, Esta

RESULTADO: O amlexanox, uma droga anti-inflamatória e antialérgica prescrita para tratar problemas como asma e aftas, inibe a ação dos genes IKKE e TBK1. Esses genes são responsáveis por fazer com que uma pessoa armazene muitas calorias quando ingere menos alimento – ou seja, não consiga perder peso quando está de dieta. Camundongos obesos que tomaram o remédio perderam peso em relação a animais alimentados da mesma forma, que continuaram obesos.

“Uma das razões pelas quais uma dieta não funciona em algumas pessoas é que o corpo delas se ajusta ao menor consumo de calorias com a redução do metabolismo. Assim, o metabolismo está ‘defendendo’ o peso corporal do indivíduo” diz Alan Saltiel, diretor do Instituto de Ciências da Vida da Universidade de Michigan e principal autor do estudo. Ou seja, o organismo de determinadas pessoas passa a armazenar cada vez mais calorias à medida que menos calorias são ingeridas. Segundo Saltiel, sua equipe concluiu que o amlexanox reverte esse ajuste do metabolismo e faz com que o corpo gaste mais energia.

Em um estudo anterior, Saltiel e sua equipe descobriram que dois genes, o IKKE e o TBK1, são responsáveis por fazer com que o organismo de algumas pessoas busque esse ‘equilíbrio metabólico’ e passe a armazenar mais calorias quanto menos calorias são consumidas. A partir desse achado, os pesquisadores realizaram uma série de testes para encontrar uma substancia capaz de inibir esses dois genes, e concluíram que o amlexanox é eficaz nesse sentido.

A equipe, então, testou o amlexanox em camundongos obesos e comparou esses animais com outros que receberam a mesma dieta, mas não o remédio. De acordo com os resultados, a droga, de fato, inibiu a expressão dos genes IKKE e TBK1, e os roedores que receberam o remédio perderam peso. Além disso, esses animais apresentaram uma melhor sensibilidade à insulina – o que indica um menor risco de diabetes. “Como o amlexanox já é usado e se mostra um medicamento seguro aos pacientes, ele pode ser um candidato interessante para o tratamento clínico contra a obesidade e doenças relacionadas ao excesso de peso”, escreveram os autores no artigo.