Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudo descobre gene que ajuda a viver mais

Pesquisadores americanos descobriram um gene que pode ajudar o ser humano a viver mais. Em um estudo feito com um grupo de pessoas de cerca de 97 anos, os cientistas descobriram que todos apresentavam um gene que aparentemente protege as células dos efeitos da idade avaçada.

Oitenta e seis pessoas e seus filhos apresentavam um alto nível de uma enzima chamada telomerase, que é conhecida por proteger o DNA do corpo dos efeitos do tempo.

Os pesquisadores explicam que a telomerase impede que a cadeia do DNA se desfaça – mais ou menos o que fazem as pontas plásticas dos cadarços de sapatos, ao impedirem que os fios se desprendam um dos outros.

Cada vez que uma célula se divide, o teor de telomerase diminui, deixando a célula mais suscetível a morrer. Ao estimular a telomerase, os cientistas acreditam que poderão evitar a morte dessas células e protegê-las dos efeitos da idade.

Segundo a equipe do Escola de Medicina Albert Einstein, de Nova York, que coordenou a pesquisa, a descoberta poderá ajudar no desenvolvimento de remédios contra os efeitos do envelhecimento.