Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em 37 ocasiões, Brasil ultrapassou meta de vacinar 1 milhão por dia

Junho foi o mês em que isso ocorreu mais vezes, em 18 datas; por enquanto, julho segue o mesmo ritmo

Por Giulia Vidale 6 jul 2021, 18h57

A campanha de imunização contra a Covid-19 no Brasil parece finalmente ter ganhado ritmo. Logo que assumiu o Ministério da Saúde, Marcelo Queiroga disse que o objetivo da pasta era aplicar ao menos 1 milhão de doses por dia. Pode parecer muito, mas a verdade é que essa foi a média de vacinação alcançada na campanha contra a gripe em 2020 e, segundo especialistas, o ritmo brasileiro pode ser ainda maior.

No entanto, nos primeiros meses da vacinação, alcançar essa meta estava difícil, devido à baixa oferta de doses. A partir do mês de junho, esse cenário parece finalmente ter mudado e promete continuar em julho. Até esta terça-feira, 6, o Brasil superou a meta de 1 milhão de doses por dia em 37 ocasiões. Destas, 18 ocorreram no mês de junho e quatro no mês de julho – que está apenas começando. Em junho também foi registrado o recorde de aplicações diárias, com 2.294.897 de injeções no dia 18 de junho, data em que se completou cinco meses do início da campanha de imunização.

Para fator de comparação, em todo o mês de maio, em apenas cinco datas foi alcançada a meta de 1 milhão de doses diárias; em abril foram nove vezes. Entre janeiro e março, nenhuma. Vale lembrar que, em maio, houve queda de 16% no ritmo das imunizações em relação ao mês anterior devido a atrasos na entrega de doses prontas e de matéria-prima para a produção de vacinas em território nacional, além da lentidão na distribuição.

O que estava embarreirando o avanço da vacinação é justamente a falta de vacinas. Isso parece ter sido superado, embora algumas cidades ainda registrem suspensão temporária da vacinação até a chegada de novas doses. Mas, em geral, o reabastecimento é rápido. Em junho, o Ministério da Saúde recebeu 40,6 milhões de doses, de cinco fornecedores – Fiocruz, Instituto Butantan, Covax Facility, Pfizer e Janssen -, além de vacinas doadas pelos Estados Unidos. O quantitativo foi o maior recebido até hoje. Para este mês de julho, estão previstas 41 milhões. Entre agosto e setembro, mais 130,5 milhões. E, para o quarto trimestre – outubro a dezembro – 289,3 milhões.

Confira o avanço da vacinação no Brasil:

Continua após a publicidade
Publicidade