Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Eduardo Paes quer liberar máscaras em locais fechados no Rio de Janeiro

Prefeito diz que medida será cumprida assim que atingir 75% da população total do município vacinada contra a Covid-19

Por Simone Blanes 21 out 2021, 16h12

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes declarou que pretende liberar a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados assim que chegar a 75% da população total do município vacinada. O índice equivale a 100% da população- alvo totalmente imunizada com as duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19. “Nós seguimos a ciência. No nosso comitê científico, temos dois ex-ministros da Saúde e integrantes de várias instituições como a Fiocruz. Se dependesse de determinados setores teria fechado a praia. O mundo inteiro estabeleceu a partir da vacinação a abertura. Nós temos critérios objetivos”, disse Paes, que projeta essa medida até 15 de novembro.

Na terça-feira 26, o prefeito pretende liberar as máscaras em lugares abertos, se a cobertura vacinal chegar a 65%. “Eu estou torcendo, rezando e aplicando agulha na próxima semana. Eu respeito o que o Comitê Científico decidir. As regras serão estabelecidas pelo secretário de Saúde, Daniel Soranz”, afirmou o prefeito, que fez questão de ressaltar que só não cumprirá as medidas em caso de alguma ordem judicial ou piora nos números da pandemia do novo coronavírus.

Desde agosto, a prefeitura do Rio de Janeiro projeta a data de 15 de novembro para a liberação do uso de máscaras no município, exceto em ambientes hospitalares e transporte público. Paes também criticou a decisão das universidades federais em retomarem as aulas presenciais somente no ano que vem.

 

Continua após a publicidade

Publicidade