Clique e assine a partir de 8,90/mês

Descoberta enzima que atua no controle do colesterol

A enzima IDOL atua reduzindo os níveis do LDL no organismo e pode ser o novo alvo de futuras drogas contra o colesterol

Por Da Redação - 9 dez 2011, 09h10

Pesquisadores acabam de descobrir uma enzima que ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. A descoberta pode levar ao desenvolvimento de novos medicamentos contra o LDL, chamado de colesterol “ruim”. O estudo foi feito em parceria pelas universidades de Leicester, na Grã-Bretanha, e da Califórnia, nos Estados Unidos, e publicado nos periódicos Genes & Development e no Proceedings of the National Academy of Science (PNAS).

Na ilustração, a enzima IDOL se liga aos receptores de LDL, degradando-os e prejudicando sua capacidade de se ligar ao colesterol “ruim” VEJA

O LDL é uma lipoproteína de baixa densidade, que, em altas quantidades, está relacionada com algumas condições médicas, como infarto, derrame a aterosclerose (entupimento arterial). O organismo regula seu nível com a produção de receptores de LDL pelo fígado. Essas substâncias se ligam a esse colesterol removendo-o do sangue, para que o nível fique regulado.

Pesquisa – Durante o estuque em questão, os cientistas caracterizaram uma enzima chamada IDOL, que tem um papel fundamental na regulação da quantidade de receptores disponíveis para se ligarem ao LDL. Atuar nessa enzima com drogas seria, então, uma maneira de aumentar os níveis de receptores de LDL presentes no organismo. Assim, seria possível diminuir os níveis do colesterol circulante no organismo.

“Uma droga futura que atue sob o IDOL poderia ser prescrita em conjunto com estatinas, que também controlam os níveis de colesterol ao aumentarem a produção de receptores de LDL”, diz John Schwabe, chefe de Bioquímica na Universidade de Leicester.

Continua após a publicidade
Publicidade