Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depressão leve também pode ser tratada com remédio, diz pesquisa

Estudo feito nos Estados Unidos aponta benefícios de antidepressivos para pacientes com sintomas moderados, mas persistentes

Segundo um novo estudo desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova York e da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, pessoas com depressão leve, ou seja, com sintomas menos intensos da doença, também podem se beneficiar com o uso de antidepressivos. A pesquisa, divulgada nesta sexta-feira na versão online do periódico Journal of Clinical Psychiatry, se opõe a levantamentos anteriores que haviam identificado efeitos positivos desses medicamentos somente em pacientes com quadros de depressão grave.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Can People With Nonsevere Major Depression Benefit From Antidepressant Medication?

Onde foi divulgada: versão online do periódico Journal of Clinical Psychiatry

Quem fez: Jessica A. Stewart, Deborah A. Deliyannides, David J. Hellerstein, Patrick J. McGrath e Jonathan W. Stewart

Instituição: Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova York e Universidade de Columbia, Estados Unidos

Dados de amostragem: 825 pessoas com depressão moderada e duradoura

Resultado: Pessoas com depressão leve e duradoura se beneficiam mais com antidepressivos do que com placebos

“Atualmente existe uma concepção válida de que, se uma pessoa não tem um quadro de depressão tão grave e que não dura tanto tempo, ela pode melhorar sozinha ou somente com terapias”, afirma David Hellerstein, médico da Universidade de Columbia e um dos autores do estudo. Para ele, porém, a decisão dos profissionais de receitar ou não antidepressivos não deve se basear necessariamente no grau do problema, mas sim na persistência dos sintomas.

“Pacientes que conseguem melhorar, após algumas semanas, com mudança na dieta ou praticando atividades físicas não precisam dos medicamentos”, disse o médico à agência Reuters. “Porém aqueles com depressão mais persistente devem ser avaliados e os antidepressivos podem ser uma boa opção, mesmo para sintomas moderados da doença.”

Foram coletados dados de seis estudos diferentes feitos no próprio Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova York entre os anos de 1985 e 2000. Ao todo, essas pesquisas analisaram as características de 825 pessoas com depressão moderada e duradoura. Em metade dos casos, os pacientes que tomaram antidepressivos apresentaram uma melhora mais acentuada nos sintomas depressivos do que aqueles que receberam placebo.

“Esse resultado é suficiente para os profissionais cogitarem recomendar esse tratamento”, afirma o estudo. Porém, os pesquisadores ressaltam que isso não significa que todas as pessoas com depressão leve devam receber antidepressivos, já que pacientes com esse problema costumam responder bem a psicoterapias. Além disso, os medicamentos podem apresentar efeitos colaterais para o organismo.