Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid: variante de Manaus causa 64% dos casos na cidade de São Paulo

Estudo apresentado pela prefeitura também detectou a incidência da cepa do Reino Unido

Por Mariana Rosário Atualizado em 26 mar 2021, 16h37 - Publicado em 26 mar 2021, 15h13

A prefeitura da cidade de São Paulo divulgou nesta sexta-feira, 26, por meio da secretaria de Saúde, um estudo que apontou que 64,4% dos casos de Covid-19 na cidade de São Paulo em março foram causados pela cepa de Manaus, a chamada P1.

O estudo, ainda que reduzido, revela a prevalência da variante brasileira. Das 73 amostras válidas para o estudo, 47 estavam infectadas com a variante de Manaus e outras 5 (6,8%) com a cepa do Reino Unido.

“É uma fotografia da pandemia em São Paulo neste momento”, afirmou o secretário da pasta Edson Aparecido. De acordo com análises da prefeitura, as primeiras detecções da variante na cidade surgiram em estudos do tipo na semana de 22 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM
Brasil, um possível celeiro de novas variantes do coronavírus

Casos da variante de Manaus foram detectadas em todas as regiões da cidade. A região Oeste é a mais afetada, com 88% dos registros, a região Sul é a com menor medição: 57,1% dos casos foram causados por essa cepa.

A maior incidência da Covid-19 na capital paulista se dá na faixa etária entre 20 e 54 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade