Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: vacina da Pfizer reduz em 86% infecções assintomáticas

Estudo conduzido em Israel mostrou também que a taxa de proteção do imunizante em uma semana após a segunda dose é de 97% nos casos sintomáticos

Por Adriana Dias Lopes Atualizado em 8 Maio 2021, 13h54 - Publicado em 8 Maio 2021, 13h38

A vacina o laboratório Pfizer apresentou uma das taxas de eficácia mais altas contra a doença: reduz em 86% as infecções assintomáticas e protege em 97% no caso de infecções sintomáticas.

Os dados do estudo foram publicados na revista científica Jama.  A pesquisa comparou profissionais da saúde no Centro Médico Sourasky, em Tel Aviv, vacinados e não vacinados. Participaram no total 6 700 pessoas. O período avaliado foi de 20 de dezembro de 2020 a 25 de fevereiro de 2021.

No Brasil, a primeira remessa do imunizante, com 1 milhão de doses, chegou em 29 de abril. 

Publicidade