Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: SP terá apenas serviços essenciais abertos no Natal e Ano Novo

O fechamento de serviços que não são de primeira necessidade se dará entre 25 e 27 de dezembro e de 1 a 3 de janeiro

Por Mariana Rosário Atualizado em 22 dez 2020, 14h47 - Publicado em 22 dez 2020, 13h09

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta terça-feira, 22, que todo o estado terá fechamento de serviços não-essenciais nos dia 25 a 27 de dezembro e nos dias 01 a 03 de janeiro. A mudança está relacionada ao aumento de casos da Covid-19 em toda a região.

Considerando o que o estado já havia determinado anteriormente como “essencial”, shoppings, lojas de rua, academias, salões de cabeleireiro, cinemas, teatros, museus e outros estabelecimentos relacionados devem ser fechados. Teriam aval para abertura farmácias, serviços de saúde, mercados, padarias, açougues, serviços de segurança, entre outros. Em resumo, o estado inteiro entraria na fase vermelha ao longo desses seis dias.

A região de Presidente Prudente é a única que deverá retornar à fase vermelha, a mais restritiva do chamado Plano SP, após atingir alta de mais de 80% de ocupação de leitos. A reclassificação de todo o estado está prevista para 7 de janeiro. Na data, nenhuma região poderá ser incluída na fase verde: a mais branda antes da reabertura total.

Patricia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico, afirmou que São Paulo não está em um “patamar confortável”. E pediu que os paulistas usem máscaras e respeitem o isolamento.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade