Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: SP terá 11 novos hospitais de campanha

No total, serão abertos 280 leitos de UTI e enfermaria em todo o estado

Por Giulia Vidale Atualizado em 8 mar 2021, 13h53 - Publicado em 8 mar 2021, 13h45

O governador João Doria anunciou nesta segunda-feira, 8, a criação de 11 novos hospitais de campanha. As unidades serão distribuídas entre capital, interior e litoral. No total, serão 280 leitos – 140 de UTI e 140 de enfermaria. O objetivo é atender a crescente demanda por internações no estado, em especial em unidades de terapia intensiva, e evitar o colapso do sistema de saúde.

Diferente dos hospitais de campanha do ano passado, que foram construídos em espaços destinados a outras finalidades, como o estádio do Pacaembu, o Ginásio do Ibirapuera ou o Anhembi, os novos leitos serão instalados em unidades de saúde já existentes, localizadas em 11 cidades: Santo André, Andradina, Santos, Barretos, Botucatu, Campinas, Ourinhos, Tupã, Itapetininga, Lucy Montoro de Fernandópolis e Hospital São José, na Zona Norte da capital. As unidades deverão ficar prontas entre os dias 20 e 31 de março.

No início da pandemia, São Paulo contava com quatro hospitais de campanha: Pacaembu, Ibirapuera, Anhembi e Heliópolis. O último a fechar as portas foi o hospital de campanha do Ibirapuera, em 30 de setembro. No final de janeiro o governo reabriu o hospital de campanha de Heliópolis, na Zona Sul da Capital. A unidade voltou a operar com 24 leitos de UTI.

Nesta segunda-feira, 8.427 pessoas estão internadas em UTI. O número é cerca de 7% superior ao de sexta-feira, 5. Outras 10.6252 pessoas estão em leitos de enfermaria com diagnóstico confirmado ou suspeito de Covid-19. A taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva está em 80% no estado e em 81,2% na Grande São Paulo, região que inclui a capital paulista.

Continua após a publicidade
Publicidade