Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Covid-19: Brasil ultrapassa a marca de 23 milhões de infectados

Janeiro já soma mais de 700 mil casos; média móvel de mortes volta a ficar acima de 150 depois de 35 dias

Por Thais Gesteira Atualizado em 17 jan 2022, 07h19 - Publicado em 16 jan 2022, 19h14

Os dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) neste domingo, 16, registram 24.934 novos diagnósticos nas últimas 24 horas e média móvel de 68.107,1 contaminados. Assim, o Brasil ultrapassa mais uma marca: mais de 23 milhões de pessoas já se infectaram com o vírus desde o início da pandemia. Só em 2022, são 713.136 novos casos, 270% a mais do que a soma dos dos casos registrados nos 31 dias de dezembro.

Na comparação com 14 dias atrás, a alta na curva de infectados – que encontra-se no mesmo patamar que em junho do ano passado, no pico da segunda onda da pandemia no país – é de 786,3%. A comparação com as duas semanas anteriores é determinada por infectologistas, que fixam a variação de 15% como ponto de inflexão para para analisar a situação pandêmica.

Com o aumento do número de casos, a média móvel de mortes também voltou a subir. Com alta de 55,3% na comparação da média móvel deste domingo – 152 – com os dados de duas semanas atrás, o índice voltou a ficar acima de 150: patamar mais alto da curva de vítimas fatais desde 13 de dezembro, há 35 dias. Nas últimas 24 horas, foram registrados 74 óbitos provocados pelo vírus. Em toda a pandemia, o país contabiliza 621.045 vítimas fatais em todo o território nacional.

O levantamento de VEJA considerou, neste sábado, os dados do CONASS, uma vez que o Ministério da Saúde não atualizou os sistemas até a publicação desta matéria. Estes números, entretanto, não contam com os dados exatos de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Tocantins e Distrito Federal, que relataram “problemas técnicos no acesso às bases dos sistemas de informação”.

O cálculo de médias móveis feito para o levantamento de VEJA consiste em somar todos os registros dos últimos sete dias e dividir o total por sete. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento da pandemia. Os gráficos ao final da matéria mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas, nos 26 estados da Federação (mais o Distrito Federal) e nas 27 capitais do país.

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 no Brasil, nas cinco regiões do país e em todos os Estados:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês