Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: SP tem recorde de mortes em 24h, com mais de 150 mil doentes

Estado registrou 5.545 casos e 334 mortes nas últimas 24 horas; considerando números totais, a região segue como a mais afetada pela Covid-19 no Brasil

Por Da Redação - Atualizado em 9 Jun 2020, 13h44 - Publicado em 9 Jun 2020, 13h18

O estado de São Paulo registrou 334 mortes nas últimas 24 horas, a maior taxa diária desde o início da pandemia. Já o número de novos casos foi de 5.545. Ao todo, o estado tem 150.138 diagnósticos positivos e 9.522 mortes.

LEIA TAMBÉM
Alguns animais podem pegar coronavírus. Mas o que isso significa?

As informações foram divulgadas por especialistas da área da saúde em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Uma daz razões para o aumento repentino nos registros — além do evidente crescimento da doença ainda em curso — se dá por problemas nas notificações ocorridas no fim de semana, quando as secretarias de Saúde trabalham no esquema de plantão.

ASSINE VEJA

Os riscos da escalada de tensão política para a democracia Leia nesta edição: como a crise fragiliza as instituições, os exemplos dos países que começam a sair do isolamento e a batalha judicial da família Weintraub
Clique e Assine

O governo também anunciou nesta terça-feira, 9, que passou a considerar os testes sorológicos na conta total do número de casos em SP. Este tipo de teste serve para medir os anticorpos da doença em pacientes que entraram em contato com o vírus e, muitas vezes, já estão recuperadas.

A ocupação das UTIs paulistas está em 68,6% em todo o estado e em 74,1% na Grande São Paulo. Há ainda 4.481 pessoas internadas em centros intensivos e mais 8.073 em enfermarias.

Continua após a publicidade

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, afirmou que — diante da retomada da economia — o isolamento social e o uso de máscaras seguem fundamentais para controlar o avanço da doença.

Publicidade