Clique e assine a partir de 8,90/mês

Coronavírus: São Paulo registra 2.788 casos e 46 mortes em 24 horas

Números apresentam retração se comparados às médias da segunda-feira, 15. Ao todo, estado tem 221.973 diagnósticos e 12.634 mortes

Por Da Redação - Atualizado em 22 jun 2020, 14h52 - Publicado em 22 jun 2020, 14h51

O governo do estado de São Paulo atualizou nesta segunda-feira, 22, o número de casos e mortes em decorrência do novo coronavírus nas últimas 24 horas. De acordo com o monitoramento, foram registrados 2.788 casos e 46 novos óbitos da doença. No total, o estado registrou desde o começo da pandemia, em fevereiro, 221.973 casos 12.634 mortes.

ASSINE VEJA

Acharam o Queiroz. E perto demais Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no Brasil
Clique e Assine

Historicamente, por problemas de notificações durante aos finais de semana, segunda-feira é sempre um dia com números drasticamente mais baixos do que acompanhado no resto da semana. No entanto, os dados divulgados hoje são ainda menores do que os da semana passada. Em comparação ao divulgado no dia 15, as médias desta segunda-feira são 14% menores em diagnósticos e 39% mais baixas em óbitos novos.

Há ainda 38.557 pessoas com altas médicas. Outras 5.680 estão internadas em UTIs e mais 8.249 passam por tratamento em enfermarias. Cabe ressaltar que estes dados de pacientes em leitos paulistas correspondem a casos confirmados e sob suspeita de Covid-19.

Um sinal de alerta, segundo os especialistas paulistas, são as cidades do interior e litoral, que registraram quase 15% mais diagnósticos da doença do que a capital na semana passada. Trata-se de um forte indicativo do avanço da doença para novas áreas. Ao todo, mais de 600 cidades paulistas já detectaram casos de coronavírus em suas regiões.

O governador João Doria ainda anunciou que lançará um certificado de testagem para empresas privadas que realizarem monitoramento de seus funcionários para detectar casos de Covid-19. A ideia do programa é utilizar os dados obtidos pelas organizações no Serviço de Vigilância Epidemiológica, que estuda o avanço da doença em todo o estado e prepara ações de combate.

Continua após a publicidade
Publicidade