Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: Ministério da Saúde poderá autorizar a cloroquina em doentes

A recomendação deverá ser para pacientes em estado grave e nos cinco primeiros dias da infecção

Por Adriana Dias Lopes - Atualizado em 24 Mar 2020, 18h26 - Publicado em 24 Mar 2020, 13h19

O Ministério da Saúde avalia a possibilidade de autorizar o uso da cloroquina para pacientes com o novo coronavírus em estado grave. A recomendação deverá ser para os cinco primeiros dias da infecção. A decisão deverá ser tomada ainda esta semana.

ASSINE VEJA

A guerra ao coronavírus A vida na quarentena, o impacto da economia, o trabalho dos heróis da medicina: saiba tudo sobre a ameaça no Brasil e no mundo
Clique e Assine

Nos últimos dias houve um boom no mundo, incluindo o Brasil, de buscas por esse composto até então desconhecido por grande parte da população. A corrida começou depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o medicamento é eficaz para tratar a Covid-19. Houve também um áudio compartilhado no WhatsApp com informações falsas sobre o assunto que começou a viralizar na última sexta-feira. Ele se referia à Universidade Stanford, nos EUA, a qual teria mostrado que o uso associado do composto com a azitromicina teria sido capaz de curar 40 pacientes.

O áudio é falso mas a medicação está, sim, sendo testada por diversos centros de saúde do mundo, incluindo o Brasil. Há dois grandes estudos principais que começaram a ser desenvolvidos esta semana, que envolvem instituições de peso, como a Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas, Fundação Oswaldo Cruz, Hospital Albert Einstein e Hospital do Coração, em São Paulo.

 

Publicidade