Clique e assine a partir de 9,90/mês

“Coronavírus está menos letal”, afirma especialista italiano

O governo do país, no entanto, diz que ainda é cedo para comemorar vitória e pede cautela

Por Da Redação - Atualizado em 1 Jun 2020, 17h14 - Publicado em 1 Jun 2020, 16h43

“Na realidade, clinicamente não existe mais o vírus na Itália”. A frase é do médico Alberto Zangrillo, chefe do Hospital San Raffaele, em Sangrate, uma província de Milão, um dos locais mais atingidos pela pandemia. O médico afirmou em entrevista ao canal Rai neste domingo 31 que o novo coronavírus perdeu potência e está muito menos letal.

“Os testes realizados nos últimos dez dias mostraram uma carga viral mínima em termos quantitativos em comparação aos realizados nos últimos dois meses”, explicou.

ASSINE VEJA

As consequências da imagem manchada do Brasil no exterior O isolamento do país aos olhos do mundo, o chefe do serviço paralelo de informação de Bolsonaro e mais. Leia nesta edição
Clique e Assine

O governo italiano, no entanto, pediu cautela e afirmou que ainda é cedo para comemorar a vitória. “Há evidências científicas pendentes para apoiar a tese de que o vírus desapareceu”, declarou Sandra Zampa, subsecretária do Ministério da Saúde em comunicado.

Os números de infectados e mortes no país vem caindo desde maio, mas o governo ainda mantém as medidas mais rígidas de isolamento social do continente. A Itália tem o terceiro maior número de óbitos no mundo pela Covid-19 – 33.415 pessoas morreram desde que a pandemia atingiu o país no final de fevereiro – e é o sexto na lista em casos confirmados: 233.019 doentes.

Publicidade