Clique e assine com até 92% de desconto

Coronavírus: Doria autoriza retorno dos treinos de times de futebol

Retorno está previsto para 1º de julho a clubes alocados em todas as partes do estado de São Paulo

Por Da Redação Atualizado em 18 jun 2020, 14h11 - Publicado em 17 jun 2020, 13h16

Nesta quarta-feira, 17, o governador do estado de São Paulo, João Doria, anunciou que os times paulistas de futebol profissional na Série A1 poderão retomar os treinos no próximo dia 1º de julho. A decisão é valida para clubes alocados em todas as partes do estado.

A retorno ocorrerá com uma lista de medidas de contenção do vírus, a exemplo de teste do tipo PCR de jogadores e comissão técnica, ausência de torcida, assim como medição de temperatura de todos os presentes nas práticas. “Esses protocolos referem-se apenas aos treinamentos, a retomada das partidas será avaliada em fases posteriores e sempre em conjunto com a Federação Paulista de Futebol e a Confederação Brasileira de Futebol”, disse Doria.

LEIA TAMBÉM
A transmissão do coronavírus por pessoas assintomáticas e pré-sintomáticas

Para outras modalidades esportivas (profissionais e amadoras) está sendo feita uma avaliação para verificar se o retorno de treinos é possível. A reposta será dada pelo governo do estado no próximo dia 26, em coletiva de imprensa.

 

ASSINE VEJA

Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
Clique e Assine

O coordenador do centro de contingência da Covid-19, Carlos Carvalho, esclareceu que o grupo de médicos formado por Doria tem recebido diversas solicitações com propostas para reabertura de diferentes áreas e serviços. No caso do futebol, foi eleito um relator entre os especialistas de saúde para averiguar como se deu a retomada em outras partes do mundo — entre outros requisitos estabelecidos especificamente para SP. “A solicitação que veio primeiro e mais bem formatada foi a do futebol, da Federação Paulista de Futebol, para os clubes profissionais da série A1”, disse em relação a não autorização da retomada de treinos de outras atividades esportivas.

Carvalho ainda pontuou que se caso o município oficial do clube tenha avaliação vermelha no “Plano São Paulo” o time terá que treinar em outra cidade. Desde o fim de maio, o governo sinaliza por meio de cores a avaliação dos indicadores da Covid-19 em áreas paulistas, para ordenar a retomada da economia. Os estágios vão de vermelho (para a pior avaliação epidemiológica) a azul (a melhor avaliação). Atualmente, há regiões apenas nas duas fases mais “baixas” de reabertura.

Em nota, o estado apontou que os treinos só deverão envolver atividades físicas individuais, com limitação no número de presentes. Haverá regras de distanciamento mínimo e o uso de máscaras é obrigatório, a não ser quando a proteção prejudique o desempenho dos jogadores.

Estão vetados dos treinamentos profissionais com mais de 60 anos ou portadores de doenças crônicas. Aos que comparecerem ao local de treinamento, será realizado um questionário sobre a apresentação de sintomas gripais. “Cada clube deverá manter um registro de casos suspeitos, testes realizados e diagnósticos confirmados com análise periódica das informações”, diz o comunicado.

Continua após a publicidade
Publicidade