Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cochilar por 20 minutos durante o dia protege a saúde do coração

Estudo indica que até duas vezes por semana - não mais que 20 minutos -, o cochilo tem efeito anti-stress

Em alguns países como Espanha e Itália há o costume de tirar um cochilo depois do almoço. O hábito, conhecido como siesta, pode ser benéfico para a saúde, é o que aponta estudo publicado na revista Heart. O novo artigo afirma que uma soneca à tarde uma ou duas vezes por semana reduz o risco de problemas cardiovasculares, como doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC).

Para os pesquisadores, o sono ajuda a regular diversas funções no organismo e, portanto, o cochilo é uma forma de compensar horas de sono noturno perdidas. No entanto, só foram encontrados benefícios para pessoas jovens que optaram pelo soninho reparador até duas vezes por semana.

“Embora as vias fisiológicas exatas que ligam a soneca diurna ao risco [de doença cardiovascular] não sejam claras, [esta pesquisa] contribui para o debate em andamento sobre suas as implicações para a saúde e sugere que pode não ser apenas a duração, mas também a frequência que importa”, comentou Kristine Yaffe, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, em editoral que acompanhou o estudo. 

A nova pesquisa não revelou até quanto tempo de cochilo pode ser benéfico para a saúde cardiovascular, mas especialistas indicam que 20 minutos é suficiente. Vale lembrar que estudos anteriores mostraram que cochilos prolongados e frequentes podem, na verdade, prejudicar a saúde cardíaca. Por isso é importante maneirar no sono da tarde.

O estudo

Para chegar a este resultado, os pesquisadores analisaram os hábitos de sono e estilo de vida de 3.500 adultos suíços entre 35 e 75 anos. Os participantes fizeram também exames médicos destinados a avaliar a saúde geral. A análise mostrou que mais da metade dos voluntários não tinha cochilado durante a semana que antecedeu o estudo. Entre os que cochilaram, 667 costumavam fazê-lo uma ou duas vezes por semana, 411 de três a cinco vezes e 370 tiraram uma soneca de seis a sete vezes. 

Ao longo de cinco anos de acompanhamento, a equipe registrou 155 casos de problemas cardíacos. Uma investigação mais aprofundada mostrou que entre aqueles que tiravam um ou dois cochilos diurnos semanais mostraram menor risco de problemas cardiovasculares em comparação com aqueles que não mantinham esse hábito. O resultado permaneceu semelhante depois que foram considerados fatores de riscos, como duração do sono noturno, dados demográficos (como faixa etária) e estilo de vida.

Não foi encontrada uma relação muito forte entre cochilos mais frequentes e menores riscos cardiovasculares. Participantes acima dos 65 anos também não pareceram se beneficiar dos cochilos; os pesquisadores acreditam que isso seja justificado pelo fato de que pessoas mais velhas tendem a sofrer mais com problemas de saúde e cochilam por períodos mais longos do que os mais jovens.

Veja também

Por que é benéfico?

A privação do sono, que incluem sintomas como insônia e não dormir o mínimo recomendado (7 a 8 horas por noite), pode aumentar a probabilidade de desenvolver problemas de saúde, como obesidade, diabetes. hipertensão, AVC, doença cardíaca e sofrimento mental, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês). Por sua vez, os cochilos algumas vezes por semana ajudam a repor horas perdidas de sono, além de ajudar a aliviar stress. Tudo isso influencia positivamente na saúde do coração.

É importante ressaltar, no entanto, que sentir muita sonolência durante o dia pode ser indício de condições de saúde que precisam ser investigadas. Então, não hesite em procurar um médico.