Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Cientistas encontram relação entre plástico e menopausa precoce

Pesquisadores recomendam usar recipientes de vidro ou papel no micro-ondas, além de ter cuidado na escolha dos cosméticos

Por Da Redação
29 jan 2015, 16h30

Mulheres expostas a componentes químicos encontrados em plásticos e cosméticos entram na menopausa de dois a quatro anos mais cedo do que mulheres menos expostas a essas substâncias. A conclusão é de um estudo publicado na quarta-feira no periódico Plos One.

Os resultados foram baseados numa amostra de 1 442 mulheres na menopausa, com idade média de 61 anos. Nenhuma delas tomava reposição hormonal de estrogênio, nem havia feito cirurgia para retirada dos ovários. Os pesquisadores examinaram o sangue e a urina das voluntárias procurando sinais de 111 componentes químicos suspeitos de interferir na produção e distribuição dos hormônios no organismo. Eles encontraram quinze componentes associados à menopausa precoce e ao declínio das funções ovarianas.

Leia também:

Sete passos para uma menopausa saudável

Continua após a publicidade

Menopausa precoce pode elevar risco de insuficiência cardíaca, diz estudo

Dentre as substâncias estudadas estão nove bifenilas policloradas (PCBs), compostos com cloro; três pesticidas; dois ftalatos, presentes em plásticos, perfumes, maquiagens, esmaltes, sabonete líquido e spray de cabelo; e químicos tóxicos conhecidos compostos furânicos.

“A exposição a muitos desses compostos foge ao nosso controle, porque eles estão no solo, na água e no ar”, diz Amber Cooper, professora adjunta de obstetrícia e ginecologia na Universidade de Medicina de Washington. “No entanto, podemos evitar algumas substâncias no cotidiano e ficarmos mais atentos em relação ao plástico e outros itens domésticos que utilizamos.”

Continua após a publicidade

Amber recomenda que, em vez de plástico, as pessoas levem recipientes de vidro ou de papel ao micro-ondas, e minimizem a exposição a químicos nocivos na escolha de cosméticos e produtos de higiene.

(Com Agência France-Presse)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.