Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas concluem primeira análise genética do carcinoma pulmonar

Estudo pode abrir portas para melhorar a prevenção, a detecção e o tratamento da doença

A primeira análise genética abrangente do carcinoma pulmonar de células escamosas acaba de ser feita por pesquisadores americanos. Esse câncer é um tipo de tumor pulmonar comum, relacionado ao fumo, e que causa cerca de 400.000 mortes ao ano. A pesquisa pode ajudar a melhorar a prevenção, a detecção e o tratamento da doença, já que as drogas usadas hoje para o tratamento de outros tipos de câncer pulmonar (como o adenocarcinoma) não são eficazes para o carcinoma de células escamosas. Pela similaridade genética, os pesquisadores acreditam ainda que as drogas usadas para tratar outros tipos de tumores de células escamosas, como os de cabeça e de pescoço, podem ser eficientes no tratamento deste tipo de câncer pulmonar. O estudo foi publicado na versão online do periódico Nature.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Comprehensive genomic characterization of squamous cell lung cancers

Onde foi divulgada: revista Nature

Quem fez: Ramaswamy Govindan e equipe

Instituição: The Cancer Genome Atlas

Dados de amostragem: Amostra de tumores e tecidos de 178 pacientes com carcinoma pulmonar de células escamosas

Resultado: Foram encontradas mutações em 11 genes, incluindo o TP53, que tem papel na reparação do DNA danificado. A descoberta dessas mutações abre possibilidades para o desenvolvimento de novos tratamentos, além de poder melhorar a prevenção e a detecção da doença.

“Descobrimos que quase 75% dos cânceres pulmonares de células escamosas têm mutações que podem ser atacadas com drogas existentes – comercialmente disponíveis ou ainda em fases de testes clínicos”, diz Ramaswamy Govindan, um dos coordenadores do estudo, oncologista da Universidade de Washington e co-presidente do grupo The Cancer Genome Atlas. Isso porque essas drogas, normalmente usadas em tumores localizados em outros órgãos, usam como alvo de ataque mutações genéticas comuns a alguns cânceres de células escamosas.

Na pesquisa, descobriu-se que o câncer pulmonar de células escamosas tem mutações similares aos carcinomas de células escamosas que atingem a cabeça e o pescoço. A descoberta corrobora evidências de pesquisas anteriores que apontam que o câncer pode ser classificado por sua genética, e não pelo órgão primário que afeta. Isso indica que drogas usadas no tratamento desses cânceres do pescoço e da cabeça, por exemplo, poderiam vir a ser usadas também para o câncer pulmonar.

“Encontramos mutações no câncer do pulmão que vemos também em outros tipos de cânceres humanos”, diz Richard K. Wilson, diretor do Instituto de Genoma da Universidade de Washington. “Isso reforça algo que temos visto na nossa pesquisa. Trata-se muito menos do tipo de tecido, como pulmão, mama, pele, e muito mais de quais genes e vias que são afetadas.”

Pesquisa – Foram examinados tumores e tecidos de 178 pacientes com carcinoma pulmonar de células escamosas. Os pesquisadores encontraram mutações recorrentes em 11 genes que eram comuns em muitos pacientes . Quase todos os tumores tinham mutações no gene chamado TP53, conhecido por seu papel na reparação do DNA danificado.

Os tratamentos atuais para o câncer pulmonar de células escamosas incluem quimioterapia e radiação. Não existem, no entanto, drogas específicas para esse tipo de tumor. “Com essa análise, estamos apenas começando a compreender a biologia molecular do carcinoma pulmonar de célula escamosa”, diz Govindan. “Identificamos alvos potenciais para terapias a serem estudadas em futuros testes clínicos.”

O The Cancer Genome Atlas é um projeto que combina esforços dos principais centros de sequenciamento genético dos Estados Unidos. O grupo é financiado pelo Instituto Nacional do Câncer e pelo Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano – ambos fazem parte do Instituto Nacional de Saúde, dos Estados Unidos.

  • Causas
  • Prevenção
  • Tratamento

Ricardo Santosé cirurgião e coordenador do Centro de Cirurgia Torácica Minimamente Invasiva do Hospital Albert Einstein e especialista em cirurgia minimamente invasiva pelas universidades de Boston e Pittsburgh. Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Quais são as principais causas do câncer de pulmão?

Quais são os principais sintomas?

Ser fumante passivo aumenta o risco de ter câncer de pulmão?

Por que o câncer de pulmão mata tão rapidamente?

Por que o câncer de pulmão atinge mais pessoas com mais de 50 anos?

Por que o câncer de pulmão está aumentando entre as mulheres?

  • Quais são as principais causas do câncer de pulmão?
  • Quais são os principais sintomas?
  • Ser fumante passivo aumenta o risco de ter câncer de pulmão?
  • Por que o câncer de pulmão mata tão rapidamente?
  • Por que o câncer de pulmão atinge mais pessoas com mais de 50 anos?
  • Por que o câncer de pulmão está aumentando entre as mulheres?

Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Que hábitos devem ser adotados para prevenir o câncer de pulmão?

Qual é o risco que um fumante tem de ter câncer de pulmão?

O pulmão de quem para de fumar volta ao normal?

Ex-fumantes devem ter algum cuidado especial para evitar o câncer de pulmão?

  • Que hábitos devem ser adotados para prevenir o câncer de pulmão?
  • Qual é o risco que um fumante tem de ter câncer de pulmão?
  • O pulmão de quem para de fumar volta ao normal?
  • Ex-fumantes devem ter algum cuidado especial para evitar o câncer de pulmão?

Vídeo Vídeo Vídeo

Qual é o melhor tratamento atualmente para o câncer de pulmão?

Qual é o tratamento mais promissor para o câncer de pulmão?

  • Qual é o melhor tratamento atualmente para o câncer de pulmão?
  • Qual é o tratamento mais promissor para o câncer de pulmão?

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.