Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cidade de São Paulo registra primeiro caso local de febre amarela

Homem de 29 anos que não havia se vacinado contraiu a doença em área da capital paulista próxima a Mairiporã

A cidade de São Paulo registrou seu primeiro caso de febre amarela autóctone (contraída dentro do município). Um homem de 29 anos, morador do distrito do Tremembé, na zona norte, que não havia se vacinado. Segundo a prefeitura, ele frequentava semanalmente local próximo ao Parque Estadual da Cantareira, onde foi infectado. A área fica na divisa com Mairiporã, cidade que concentra a maioria dos casos.

A secretaria municipal informou que se trata de um caso de febre amarela silvestre, pois o homem foi picado em região de mata.

65 mortes no Estado

Um novo balanço divulgado pela Secretaria estadual da Saúde nesta sexta-feira confirmou 65 mortes pela doença e 186 casos registrados no Estado de São Paulo desde janeiro de 2017. O último levantamento, da semana passada, indicava 61 mortes e 163 casos no mesmo período.

Mais de 56% das infecções foram contraídas em Mairiporã, 15,8% em Atibaia e 2,7% em Amparo. As três cidades representam 75% dos casos da doença e contam com ações de vacinação desde o ano passado.

Campanha

Desde 25 de janeiro, quando teve início a campanha de vacinação com a dose fracionada, foram imunizadas mais de 2,6 milhões de paulistas. Cerca de 4% das pessoas atendidas receberam a dose integral por se enquadrarem em grupos específicos (crianças com idade entre 9 meses e 2 anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina e grávidas residentes em áreas de risco).

A meta do governo é alcançar 9,2 milhões de imunizações. Os 54 municípios e distritos da cidade de São Paulo que fazem parte da campanha foram definidos por serem locais de concentração de mata.

A secretaria estadual orienta os moradores de áreas com indicação de vacina que ainda não foram imunizadas que procurem os postos de saúde até o dia 17 de fevereiro, quando as unidades funcionarão em esquema especial em mais um Dia D de vacinação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. JOÃO CARLOS FÉLIX DA SILVA

    Já temos a dengue, malária, doença de chagas, zika, chikungunya, a febre amarela voltou, o que vai ser no próximo verão? béri-béri, tifo ou a peste negra? As autoridades sanitárias do país são uma piada, de mau gosto.

    Curtir

  2. Ataíde Jorge de Oliveira

    AAHH
    @MOS
    QUIT@

    Curtir