Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China confirma 1ª infecção da cepa H10N3 de gripe aviária em humanos

Órgão de saúde chinês afirmou que as probabilidades de casos graves e mortes são baixas

Por Matheus Deccache Atualizado em 1 jun 2021, 14h45 - Publicado em 1 jun 2021, 14h29

A China informou nesta terça-feira, 1, que pela primeira vez um humano foi infectado com a cepa da gripe aviária H10N3, mas afirmou que o risco de grande propragação é baixo.

O caso aconteceu na cidade de Zhenjiang no dia 28 de abril, quando um homem de 41 anos deu entrada em um hospital apresentando febre. De acordo com a Comissão Nacional de Saúde chinesa (NHC), o diagnóstico foi feito um mês depois.

“O risco de uma propagação em grande escala é extremamente baixo”, afirma a comissão em comunidado. Além disso, foi dito que o paciente tem quadro estável e seus contatos estreitos não registraram anormalidades.

A NHC classifica o H10N3 de pouco patógeno nas aves, com chances baixas de causar mortes e quadros graves. Até o momento, nenhum caso da cepa tinha sido registrada em humanos. Apesar de um número alto de cepas de gripe aviárias serem detectadas na China, elas raramente infectam os humanos.

A última epidemia do gênero registrada no país asiático foi entre os anos de 2016 e 2017. Na ocasião, o vírus H7N9 contaminou 1.668 pessoas e levou 616 a óbito desde 2013, segundo a Orgnização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

A Covid-19 também foi detectada pela primeira vez na China em um mercado na cidade de Wuhan, no centro do país. De lá para cá, mais de 171 milhões de casos do novo coronavírus foram registrados, somando mais de 3,55 milhões de mortos em todo o mundo.

Continua após a publicidade
Publicidade