Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chá verde pode ajudar na prevenção do câncer de pulmão, diz estudo

Tomar chá verde pode proteger o organismo contra o câncer de pulmão, afirmaram especialistas que têm estudado a doença na Universidade de Medicina de Taiwan.

O trabalho envolveu 500 pessoas e mostrou fortes evidências do poder anticancerígeno da substância. O levantamento, que analisou fumantes e não-fumantes, afirmou que um copo diário de chá verde pode reduzir significantemente os riscos de se desenvolver o câncer de pulmão.

A proteção foi muito efetiva para aqueles que possuíam determinados genes normalmente associados a doença.

Os especialistas advertiram, entretanto, que a descoberta não muda o fato de que o cigarro é prejudicial à saúde.

Chá do bem – O chá verde é feito das folhas secas da planta Camellia Sinesis e é consumido com frequência em toda a Ásia.

Outro fator que ajuda a ilustrar os resultados da pesquisa é a média de incidência de câncer registrada no continente asiático. Segundo a emissora britânica BBC, a região tem menos doentes do que os outros continentes.

Estudos de laboratório têm demonstrado que a substância extraída do chá verde, chamada polifenol, pode fazer com que as células cancerígenas não evoluam. No entanto, as experiências realizadas em humanos têm mostrado resultados ambíguos. Alguns dos voluntários apresentaram o efeito esperado , enquanto outros não demonstraram qualquer evidência de proteção.

Em julho de 2009, um grupo de pesquisa chamado Cochrane, da Universidade de Oxford, publicou análises de 51 estudos baseados nos efeitos do chá verde contra o câncer. Ao todo, o levantamento incluiu mais de 1,5 milhão de pessoas.

Eles concluíram que o chá verde, consumido com moderação, traz benefícios à saúde. No entanto, os pesquisadores não conseguiram chegar a um resultado claro sobre a eficácia da substância na prevenção do câncer.

Redução dos riscos – O médico I-Hsin Lin, da Universidade de Medicina Shan, de Taiwan, percebeu que pessoas que não bebem chá verde estão até 5 vezes mais propensas a desenvolver câncer de pulmão do que aquelas que têm como hábito consumir a infusão diariamente. Entre os fumantes, os riscos são 12 vezes maiores.

Os cientistas analisaram o DNA das pessoas que participaram da pesquisa e identificaram um gene que parece desempenhar um papel importante na redução dos riscos.

Os adeptos do chá verde, fumantes ou não, que possuem um certo tipo de gene chamado IGF, estão menos propensos a ter câncer de pulmão.