Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Células-tronco da pele podem tratar insuficiência cardíaca

Cientistas mostraram que células adultas reprogramadas são capazes de se transformar em tecido do músculo do coração e regenerar órgão danificado

Por Da Redação - 23 maio 2012, 15h41

Pela primeira vez, cientistas conseguiram retirar células-tronco pluripotentes induzidas da pele de pacientes com insuficiência cardíaca e transformá-las em um tecido saudável do coração. O estudo envolveu camundongos, mas, segundo os pesquisadores, a pesquisa indica que no futuro pacientes com problemas no coração poderão ser curados com suas próprias células reprogramadas. Os resultados foram publicados nesta terça-feira no periódico European Heart Journal.

A pesquisa foi desenvolvida no Instituto de Tecnologia de Israel, na cidade de Haifa. A equipe retirou células-tronco da pele de dois homens com insuficiência cardíaca – um de 51 anos e outro de 61 anos – e alteraram o material genético delas. Depois, em laboratório, a equipe injetou as células reprogramadas em um tecido muscular cardíaco e transplantaram o novo tecido para o coração de camundongos. Os cientistas descobriram que as células conseguiram se transformar em células saudáveis do coração capazes de reparar danos no órgão. Não houve rejeição do tecido cardíaco original.

De acordo com os especialistas, embora os resultados sejam animadores, é importante que os pacientes saibam de que ainda é preciso muito estudo para que o procedimento se torne um tratamento clínico para insuficiência cardíaca. Os autores acreditam que os ensaios clínicos só poderão começar a ser feitos dentro de dez anos.

Saiba mais

Publicidade

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Acontece quando, em decorrência de uma determinada doença, o coração bombeia o sangue de maneira ineficaz, não conseguindo satisfazer a necessidade do organismo, reduzindo o fluxo sanguíneo. Embora possa acometer pessoas de todas as idades, é mais comum em idosos. Pessoas com insuficiência cardíaca grave devem utilizar dispositivos mecânicos ou receber um transplante.

CÉLULAS-TRONCO

Também chamadas de células-mãe, podem se transformar em qualquer um dos tipos de células do corpo humano e dar origens a outros tecidos, como ossos, nervos, músculos e sangue. Por essa versatilidade, elas vêm sendo testadas na regeneração de tecidos e órgãos de pessoas doentes.

Publicidade

CÉLULA-TRONCO EMBRIONÁRIA

Formada no blastocisto, aglomerado de células que forma o feto. Por ter o ‘objetivo’ de ajudar na criação e desenvolvimento de um novo organismo, pode se diferenciar em praticamente todos os tecidos do corpo.

CÉLULA-TRONCO PLURIPOTENTE INDUZIDA

Célula adulta especializada que foi reprogramada geneticamente para o estágio de célula-tronco embrionária. Pode se transformar em qualquer tecido do corpo.

Publicidade