Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Celular e tablet prejudicam mais o sono do que televisão

Novo estudo mostra que crianças que têm acesso a essas tecnologias antes de pegar no sono dormem menos e pior

Ter acesso à televisão, celular e tablet antes de dormir prejudica o sono de crianças. No entanto, segundo um novo estudo americano, o celular e o tablet fazem com que elas durmam menos – e pior – em comparação com a TV.

A pesquisa, feita na Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos, mostrou que crianças que têm acesso a smartphones e tablets antes de pegar no sono dormem, em média, 21 minutos a menos do que aquelas que não usam essa tecnologia à noite. Elas também relatam sentir-se mais prejudicadas pela privação do sono.

Leia também:

Pais devem limitar tempo de televisão, computador e celular dos filhos

Os jovens que vêem TV quando já estão deitados, em comparação com aqueles que não têm o aparelho no quarto, dormem 18 minutos a menos. O estudo também mostrou que quanto mais tempo a criança passa em frente a alguma tela, pior será a qualidade de seu sono.

Para chegar a essas conclusões, os especialistas se basearam nos dados de um levantamento nacional sobre obesidade infantil feito entre 2012 e 2013. Ao todo, foram analisados 2 048 estudantes de 10 a 14 anos. A nova pesquisa foi publicada nesta segunda-feira na revista médica Pediatrics.

Leitura – Recentemente, um estudo da Universidade Harvard indicou que, para dormir bem, é melhor que a criança leia um livro impresso do que um e-book no tablet. Ao compararem essas duas formas de leitura, os pesquisadores concluíram que os jovens que liam em uma tela iluminada antes de dormir demoram, em média, 10 minutos a mais para pegar no sono e têm 10 minutos a menos de sono REM (movimento rápido dos olhos, sigla em inglês), fase do sono em que ocorrem os sonhos e que tem importância para a saúde psicológica.