Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

CDC autoriza vacinação contra a Covid-19 em crianças a partir de 6 meses

Imunizantes da Pfizer e da Moderna serão oferecidos a crianças até os 5 anos a partir da semana que vem, nos Estados Unidos

Por André Sollitto 18 jun 2022, 15h56

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos autorizou, neste sábado (18), a aplicação de vacinas contra a Covid-19 em crianças a partir dos 6 meses de idade. De acordo com a agência de notícias AP, o governo norte-americano está se preparando para começar a vacinação nessa faixa etária já na semana que vem. Cerca de 2,5 milhões de doses da Pfizer e outras 850 mil da Moderna serão distribuídos em hospitais, clínicas e consultórios médicos.

Na sexta-feira (17), a Food and Drug Administration (FDA) havia autorizado o uso emergencial das vacinas contra a Covid-19 dos laboratórios Moderna e Pfizer-BioNTech para crianças de 6 meses até 5 anos. Até então, era o único grupo que ainda não estava autorizado a receber o imunizante.

As duas vacinas liberadas usam a mesma tecnologia que já havia sido aprovada anteriormente. A única diferença é o tamanho da dose. No caso da Pfizer, a dosagem é um décimo da versão para adultos e deve ser aplicada em três etapas: as duas primeiras com três semanas entre elas, e a terceira dois meses depois da segunda. No caso da Moderna, a dose aplicada em crianças até 5 anos é um quarto da versão de adulto, com duas doses aplicadas com quatro semanas entre elas. Uma terceira dose pode ser aplicada em crianças com problemas de imunidade.

Em nota, agência reguladora dos Estados Unidos determinou que os benefícios das vacinas de ambos laboratórios superam os riscos e assegurou a segurança e a eficácia da sua administração em menores de 6 anos. “Como vimos com grupos etários mais velhos, esperamos que as vacinas para crianças mais novas forneçam proteção contra os resultados mais graves do Covid-19, como hospitalização e morte”, disse o comissário da FDA, Robert M. Califf. “Os responsáveis pelo cuidado de crianças podem confiar na segurança e na eficácia dessas vacinas e podem ter certeza de que a agência foi minuciosa em sua avaliação dos dados”.

Aproximadamente 18 milhões de crianças são elegíveis para receber o imunizante. A expectativa é ver quantas de fato vão receber as vacinas. Apenas um terço do grupo composto por crianças de 5 a 11 anos foram buscar a proteção contra a Covid-19 desde que as doses foram aprovadas para essa faixa etária, em novembro do ano passado.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)