Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Capital e grande São Paulo avançam para fase amarela

Em nova atualização do Plano SP, nove regiões avançam de fase, com flexibilização das atividades econômicas, e uma regride

Por Giulia Vidale Atualizado em 5 fev 2021, 14h02 - Publicado em 5 fev 2021, 13h43

Nesta sexta-feira, 5, o governador de São Paulo João Doria anunciou uma nova reclassificação do Plano SP. A partir de sábado, 6, seis regiões do avançaram da fase laranja para a amarela, que aumenta a flexibilização das atividades econômicas. São elas: Araçatuba, Baixada Santista, Campinas, Grande SP- incluindo a capital, Registro e Presidente Prudente.

Outras três regiões – Barretos, Ribeirão Preto, Marília e Taubaté – saíram da fase vermelha para a laranja. Apenas uma, a região de Araraquara, regrediu para a fase vermelha, a mais restritiva, onde apenas atividades econômicas essenciais podem funcionar. Mas outras duas regiões permanecem nesta fase: Bauru e Franca.

A flexibilização foi possível graças a melhora nos indicadores da pandemia. Na fase amarela, o horário de funcionamento de lojas, bares e restaurantes é estendido a 12h diárias – contra 10h na fase laranja -, limitado até às 22h – contra 20h na laranja. A venda de bebida alcoólica fica limitada até às 20h.

Na quarta-feira, 3, o governo estadual já havia anunciado a suspensão de medidas temporárias de endurecimento da quarentena, incluindo o fechamento de atividades não essenciais das 20h às 6h durante a semana e o dia todo aos finais de semana em regiões que estavam na fase laranja. Medida entra em vigor neste sábado, 6.

Continua após a publicidade
Publicidade