Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caminhoneiro do RS é a quinta vítima fatal da doença no Brasil

A gripe suína fez mais uma vítima fatal no Brasil. A Secretaria Municipal da Saúde de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, confirmou nesta quinta-feira a terceira morte no estado – a quinta no país. O caminhoneiro Dirlei Pereira, de 35 anos, morreu na madrugada desta quinta. Segundo o secretário de Saúde da cidade, Luiz Augusto Schneider, a vítima sofria de hipertensão.

Ele estava na Argentina e voltou para o Brasil no dia 29 de junho, quando chegou à cidade de Porto Xavier (RS). Como apresentava os sintomas da doença, foi retido pela Vigilância Sanitária e logo foi internado em um hospital na cidade de Santa Rosa. Pereira chegou a receber alta, no dia 4 de julho, e voltou a Itaqui, sua cidade natal, onde voltou a se sentir mal. Depois de procurar o serviço de saúde, o caminhoneiro foi encaminhado para a Santa Casa de Uruguaiana, referência no tratamento de gripe suína, onde acabou morrendo.

A cidade de Uruguaiana tem mais um caso confirmado da doença, um comerciante que já recebeu alta, e mais 21 casos considerados suspeitos, segundo afirmou o secretário de Saúde. O número de mortes por gripe suína no Brasil pode chegar a nove, pois outras quatro mortes ocorridas no Rio Grande do Sul estão sendo investigadas. As autoridades de saúde estão esperando o resultado dos exames para divulgar a causa desses quatro óbitos.

Também nesta quinta-feira, foram confirmados 148 novos casos da doença no Brasil, agora são 1.175 pessoas infectadas pelo influenza A (H1N1).