Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasil tem 404 casos confirmados de microcefalia

Segundo balanço do Ministério da Saúde, outros 3.670 casos suspeitos são investigados

Por Da Redação 3 fev 2016, 00h04

Os casos confirmados de microcefalia no Brasil subiram para 404, segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta terça-feira. No último levantamento, anunciado na semana passada, o número de registros confirmados de microcefalia era de 270. Outros 3.670 casos suspeitos ainda estão sendo investigados pelas autoridades, e 709 foram descartados. As notificações foram registradas desde o início das investigações, em outubro, até 30 de janeiro.

Do total de casos confirmados de microcefalia, dezessete já foram relacionados ao vírus zika através de exames. “O Ministério da Saúde está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos Estados e a possível relação com o vírus zika e outras infecções congênitas”, diz o balanço.

Segundo o levantamento, o país também registrou quinze mortes de bebês com microcefalia ou outra alteração no sistema nervoso – em cinco deles, o vírus zika foi detectado no tecido fetal. Outros 56 óbitos estão em investigação.

Segundo o informe, os 404 casos de microcefalia foram registrados em 156 municípios de nove Estados brasileiros. A região Nordeste concentra 98% das cidades com casos confirmados e o Estado do Pernambuco continua com o maior número de municípios com ocorrências de microcefalia (56), seguido dos Estados do Rio Grande do Norte (31), Paraíba (24), Bahia (23), Alagoas (10), Piauí (6), Ceará (3), Rio de Janeiro (2) e Rio Grande do Sul (1).

Emergência – Na segunda-feira, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou emergência sanitária internacional por causa do avanço do zika e sua provável relação com casos de microcefalia. A entidade anunciou a criação de uma unidade global para conter o surto e manifestou seu temor de que a epidemia se estenda pela África e a Ásia. A América do Sul é até o momento a região com maior número de casos de zika, particularmente o Brasil, com mais de 1,5 milhões de infectados desde abril, e a Colômbia, com 22.000 casos.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês