Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsonaro tem sonda retirada, mas segue internado, diz boletim médico

Saúde do presidente evolui "de forma satisfatória", mas ainda não há previsão de alta hospitalar

Por Giulia Vidale Atualizado em 16 jul 2021, 13h13 - Publicado em 15 jul 2021, 20h18

O presidente Jair Bolsonaro teve sua sonda nasogástrica retirada e deve voltar a alimentar-se amanhã, segundo informações do último boletim médico. O comunicado, assinado pela equipe médica do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde ele está internado desde quarta-feira, 14, afirma que Bolsonaro mantém “evolução clínica satisfatória”, mas segue sem previsão de alta hospitalar.

Histórico

Bolsonaro deu entrada na quarta-feira, 15, de manhã no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para se submeter a exames após sentir dores abdominais. O presidente também apresentava uma uma crise persistente de soluços. A avaliação diagnosticou um quadro de obstrução intestinal. A sonda que foi retirada nesta noite, assim como o jejum, têm como objetivo desinflamar e ajudar a desobstruir o intestino sem a necessidade de cirurgia.

O problema é uma complicação comum de cirurgias no intestino. Bolsonaro já passou por quatro intervenções no local, em decorrência da facada que sofreu em setembro de 2018 durante a campanha eleitoral. Após a constatação do quadro, Bolsonaro foi transferido para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde atende o cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que cuida da saúde do presidente desde o atentado sofrido em 2018.

Publicidade