Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bolsonaro quer passaporte da vacina nas mãos do governo federal

Presidente disse que vai mudar leis sobre o passaporte vacinal e voltou a questionar a eficácia das vacinas contra a Covid-19

Por Simone Blanes 5 dez 2021, 20h32

Neste domingo 5, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que é contra a obrigatoriedade das vacinas contra a Covid-19. Também afirmou que vai procurar mudar a legislação para que somente o governo federal determine as regras sobre o passaporte da vacina. “Eu não consigo entender como é que tem colegas jornalistas que não cai a ficha. Tem uma pressão pelo passaporte vacinal. Eu pergunto: quem toma a vacina contrai o vírus? Sim. Transmite? Sim. Pode morrer de Covid? Sim. Então tem algo que está errado nessa história toda e você não tem espaço para discutir absolutamente mais nada”, disse Bolsonaro, em entrevista à Poder360.

Ele também condenou as consequências para as pessoas que não quiseram tomar a vacina. “Hoje querem impor algo que alguns não querem. Por exemplo: eu não tomei vacina. Alguém vai me demitir por causa disso? Ah, eu sou um péssimo exemplo. Olha, isso chama-se liberdade”, comentou.

O presidente aproveitou ainda para levantar dúvidas sobre a eficácia dos imunizantes e repetir o argumento de que as pessoas que foram contaminadas estão “mais imunes” ao coronavírus do que as que tomaram a vacina. Afirmou ainda ser contra a vacinação de crianças e adolescentes dizendo que não há comprovação científica.

Publicidade