Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autoridades manifestam pesar pela morte de Adib Jatene

(Atualizado às 23h21)

Autoridades e entidades médicas prestaram homenagem neste sábado ao cardiologista e ex-ministro da Saúde Adib Jatene, que morreu na noite de sexta-feira, no Hospital do Coração (HCor), em São Paulo. O pioneirismo do especialista, que foi uma referência na cirugia do coração no país, e seu trabalho na gestão da saúde pública, como secretário estadual e ministro, foram destacados pelas personalidades que manifestaram seu pesar pela morte do cirurgião.

Adib Jatene no velório do empresário Antônio Ermírio de Moraes, em São Paulo - 25/08/2014 Adib Jatene no velório do empresário Antônio Ermírio de Moraes, em São Paulo – 25/08/2014

Adib Jatene no velório do empresário Antônio Ermírio de Moraes, em São Paulo – 25/08/2014 (/)

A presidente Dilma Rousseff, que participa da cúpula do G20 na Austrália, lamentou, em nota. “A morte do médico Adib Jatene deixa nossa nação triste. Ele foi um dos mais importantes cardiologistas do Brasil e um dos artífices da criação da CPMF, que permitiu destinar mais recursos para a saúde pública. Expresso meus sentimentos à viúva, dona Aurice, e aos filhos do casal: Ieda, Marcelo, Fábio e Iara.” O Ministério da Saúde também divulgou uma nota de pesar, lembrando que Jatene “trouxe importantes inovações para as cirurgias cardíacas” e “suas técnicas são reconhecidas internacionalmente”.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que “seu legado inclui inúmeros feitos para a medicina”. O sepultamento foi realizado no final da tarde no Cemitério do Araçá, na Zona Oeste da capital paulista. O médico estava internado desde 22 de setembro no hospital, do qual era diretor-geral, após sofrer um infarto.

(Com Agência Brasil)