Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Aroma de doces aumenta a vontade de comer guloseimas

Segundo um novo estudo, pessoas que são expostas a um cheiro doce e gorduroso tendem a escolher uma sobremesa altamente calórica

Por Da Redação 29 jul 2015, 17h30

Sentir um cheiro doce e gorduroso – como o de um croissant de chocolate recém-assado – aumenta as chances de uma pessoa escolher uma sobremesa altamente calórica. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico Appetite.

No estudo, pesquisadores testaram se acontecimentos anteriores, como sentir o cheiro de algo delicioso, poderia afetar de forma inconsciente a escolha alimentar de uma pessoa posteriormente.

Antes dos 147 participantes do estudo serem avisados que o experimento havia começado, os pesquisadores os dividiram em quatro grupos, que foram encaminhados para salas diferentes, onde deveriam sentar e esperar por 15 minutos.

O primeiro grupo (o de controle) ficou esperando em uma sala comum. Um segundo grupo foi encaminhado para uma sala onde havia um croissant de chocolate recém-assado. No mesmo local, havia também um dispositivo que exalava uma fragrância com o cheiro da guloseima. O terceiro grupo foi colocado em uma sala só com o doce, mas com um rádio que transmitia um programa sobre os perigos nutricionais de ingerir alimentos gordurosos. Por fim, o último grupo ficou em uma sala com o cheiro do croissant, mas que também transmitia o programa de rádio.

Leia também:

Estudo ajuda a explicar por que as pessoas sentem cheiros de formas diferentes

Cheiro do alimento influencia tamanho da mordida

Em seguida, todos os participantes foram levados para uma sala com um buffet, onde poderiam escolher livremente uma opção de entrada, prato principal e sobremesa. Aqueles que tinham sentido involuntariamente o odor doce e gorduroso do croissant mostraram maior tendência a escolher sobremesas altamente calóricas, como um waffle, em comparação com as pessoas que não tinham sido expostas ao ambiente perfumado.

Continua após a publicidade

Para surpresa dos pesquisadores, os participantes que ficaram na sala com a transmissão de mensagens nutricionais também optaram por sobremesas de alto teor calórico, como é o caso do grupo quatro (que sentiu o cheiro e ouviu a mensagem).

“Podemos supor que as pessoas estão expostas a centenas de mensagens publicitárias e nutricionais todos os dias e por isso podem não prestar atenção em todas. Isso faz com que, ao invés de memorizarem a informação de seguir uma alimentação saudável a partir do programa de rádio, os participantes podem ter simplesmente focado nas palavras “gordo” e “doce” e por isso optaram por alimentos mais calóricos”, disseram os autores.

Embora este tenha sido um estudo pequeno, os pesquisadores ressaltam que os resultados trazem pistas sobre fatos inconscientes do dia a dia, mas que estão influenciando as escolhas alimentares das pessoas.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade