Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Após tumulto, Ministério da Saúde muda atendimento do Into

Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia terá sistema informatizado para a marcação de consultas. Objetivo é reduzir longas esperas e as filas imensas

Por Da Redação 6 dez 2012, 18h56

O Ministério da Saúde determinou mudanças na marcação de consultas do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), no Rio de Janeiro. O sistema de agendamento passará a ser informatizado e haverá cirurgias aos sábados.

As medidas, anunciadas nesta quinta-feira pelo ministro Alexandre Padilha, pretendem reduzir a longa espera para atendimento e operações, além das imensas filas que se formam em torno do hospital e nesta semana resultaram até em um início de confusão.

“O sistema existente hoje para marcação de consultas é arcaico”, afirmou Padilha, destacando que são necessários “meses” para que o atendimento aconteça. Também de acordo com o ministro, médicos poderão ser recrutados por meio da Fundação Estadual de Saúde caso seja necessário reforçar as equipes para realizar cirurgias aos sábados. Num primeiro momento, ele acredita que a estrutura do Into seja suficiente.

De janeiro a novembro, foram feitas quase 7.000 cirurgias no Into (22% a mais em comparação ao mesmo período de 2011) e 180.000 consultas (74% a mais que em 2010).

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade