Clique e assine a partir de 9,90/mês

ANS suspende comercialização de 268 planos

Suspensão ocorre após descumprimento no prazo de atendimento. Se operadoras insistirem na venda, multa pode chegar a 250.000 reais

Por Da Redação - 10 jul 2012, 16h54

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu nesta terça-feira a comercialização de 268 planos de saúde de 37 operadoras, por não cumprirem os prazos mínimos de atendimento. A medida, no entanto, não afetará os beneficiários desses planos – cerca de 3,5 milhões de pessoas. “A ANS está proibindo que esses planos possam ser vendidos enquanto as operadoras não prestarem atendimento adequado àqueles que já os possuem. Não prejudica o beneficiário, pelo contrário, protege essas pessoas”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Os planos de saúde são avaliados a cada três meses, de acordo com o cumprimento dos prazos de atendimento. Na última terça-feira, a ANS já havia comunicado que analisava a suspensão das atividades de até 40 operadoras. Todas haviam desrespeitado os prazos de atendimentos estabelecidos pelo órgão. Aquelas que tiveram a comercialização de novos planos suspensas nesta terça-feira foram mal avaliadas duas vezes.

Se os planos insistirem na venda, poderão ser multados em 250.000 reais. De acordo com o diretor-geral da ANS, Mauricio Ceschin, “houve atrasos em consultas, exames, no atendimento corriqueiro”.

Clique aqui para ver a lista completa com todos os planos de saúde que tiveram a venda suspensa

Continua após a publicidade

(Com Agência Estado)

Publicidade