Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Amamentação pode deixar a criança mais inteligente

Crianças que recebem leite materno têm melhor desempenho na escrita, na leitura e até no raciocínio matemático

Por Da Redação - 14 mar 2011, 10h26

Amamentar um recém-nascido por, no mínimo, quatro semanas pode deixar a criança mais inteligente. As diferenças são percebidas até os 14 anos, quando os resultados na leitura, na escrita e até mesmo no raciocínio matemático são melhores do que aqueles apresentados por crianças que não receberam amamentação materna. O estudo, conduzido por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Oxford e do Instituto de Pesquisa Econômica e Social da Universidade de Essex, ambas da Inglaterra, não conseguiu, no entanto, mensurar exatamente quanto a amamentação melhora a inteligência da criança..

Já se sabia, no entanto, que a amamentação melhora significativamente o sistema imunológico dos bebês, sendo fundamental no combate a infecções, problemas estomacais e até mesmo à asma. A descoberta da relação com o desenvolvimento cognitivo vem engrossar a lista de benefícios do leite materno e pode vir a entrar nas campanhas pró-amamentação. “Os benefícios à saúde já eram conhecidos, mas agora nós podemos garantir que há efeitos positivos também ao cérebro da criança”, diz Maria Iacovou, coordenadora do estudo. Segundo a pesquisadora, é necessário ajudar as mães que pretendem amamentar, mas, por motivos diversos, não o conseguem.

Durante a pesquisa foram analisados dados de mais de 10.000 crianças, filhos de alunos das duas faculdades responsáveis pela pesquisa. O desempenho escolar de cada criança que era amamentada pela mãe foi comparado com o de uma criança que recebia leite industrializado. Mesmo com pequenas variáveis na qualidade da educação de cada criança, os pesquisadores perceberam que as que ingeriram o leite materno se saíram melhor na escola, tanto no ensino médio quanto no básico.

Mulher – Vários estudos já demonstraram que a amamentação protege a mãe contra o câncer de ovário e o de mama – acredita-se que pelo papel que desempenha no equilíbrio hormonal da mulher. Algumas pesquisas defendem ainda que há benefícios para a forma física da mulher, uma vez que ajuda a queimar cerca de 500 calorias por dia.

Publicidade