Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Agência europeia afirma que vacina de Oxford é segura e eficaz

Após revisão, o comitê de segurança da EMA concluiu que a vacina não está associada a um aumento do risco de coágulos sanguíneos

Por Giulia Vidale Atualizado em 18 mar 2021, 18h20 - Publicado em 18 mar 2021, 13h49

A agência de medicamentos da União Europeia (EMA, na sigla em inglês) afirmou nesta quinta-feira, 17, que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade Oxford em parceria com a AstraZeneca é “segura e eficaz”. Após uma revisão preliminar de casos de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam o imunizante, o comitê de segurança da EMA (Prac, na sigla em inglês) concluiu que os benefícios da aplicação da vacina superam os riscos.

“A vacina não está associada a um aumento do risco geral de coágulos sanguíneos (eventos tromboembólicos)”, escreveu a agência em comunicado. No entanto, a EMA ressaltou que a vacina pode estar associada a casos muito raros de coágulos sanguíneos associados à trombocitopenia, ou seja, níveis baixos de plaquetas sanguíneas.

LEIA TAMBÉM: O estado emocional afeta a eficácia da vacina contra a Covid-19?

Apenas 7 casos de coagulação intravascular disseminada, caracterizada pela formação de coágulos em vários vasos sanguíneos, e 18 casos coágulos nos vasos que drenam sangue do cérebro (CVST, na sigla em inglês) foram relatados em um universo de mais de 20 milhões de pessoas que receberam a vacina no Reino Unido e na Europa.

Além disso, segundo a agência, o número de eventos tromboembólicos notificados após a vacinação, tanto em estudos clínicos quanto após o início da aplicação em massa da vacina, foi inferior ao esperado na população em geral. O que permite concluir que “não há aumento no risco geral de coágulos sanguíneos”.

A EMA conduziu essa revisão após alguns países europeus suspenderem temporariamente o uso do antígeno por receio de graves efeitos colaterais. A expectativa é que agora eles voltem a aplicá-la. Na segunda-feira, 15, a OMS já havia ressaltado a segurança da vacina. A Fiocruz, responsável pela produção do imunizante no país, também afirmou na terça-feira, 16, que a vacina tem se mostrado extremamente segura e eficaz.

Leia também:

  • Diverticulite: o que é, causas, sintomas e tratamentos.
  • Covid-19: As curvas de casos e mortes por dia no Brasil.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade