Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A atividade física intensa pode estimular o consumo de bebidas alcoólicas

Um novo estudo mostrou que a prática de exercícios físicos está fortemente associada ao consumo de bebidas alcoólicas, como a "cervejinha no fim do dia", depois do futebol. Em especial se a atividade for mais intensa que o normal

Por Da Redação 4 dez 2015, 15h45

A prática de exercícios físicos está fortemente associada ao consumo de bebidas alcoólicas. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico Health Psychology.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, é considero o estudo científico mais ambicioso sobre o assunto. Para desvendar a relação entre o consumo de álcool e os exercícios físicos, os pesquisadores analisaram o comportamento de 150 adultos com idade entre 18 e 75 anos. As informações são do jornal americano The New York Times.

Inicialmente, os voluntários responderam questionários sobre seus estilos de vida. Em seguida, todos utilizaram, durante 21 dias, um aplicativo que registraria seu consumo de álcool e a prática de atividade física. Diariamente, o aplicativo enviaria um relatório aos cientistas. Ao longo de um ano cada participante completou três destes ciclos de 21 dias, em diferentes estações.

Os resultados mostraram, pela primeira vez, uma correlação inequívoca entre os exercícios e a bebida, especialmente se a intensidade dos exercícios havia sido maior que o habitual. “As pessoas bebiam mais do que o normal nos dias que se exercitavam de forma mais intensa”, relataram os autores. Esta associação permaneceu independentemente da época do ano, sexo ou idade.

Leia também:

Gestantes não devem beber uma só gota de álcool — e em qualquer fase da gravidez

Idosos estão abusando do álcool, diz estudo

Os autores ressaltam que este é apenas um estudo epidemiológico e, portanto, não se pode afirmar que os exercícios incitam ou exacerbam problemas com álcool. J. Leigh Leasure, professor associado da Universidade de Houston, nos Estados Unidos e autor de uma revisão de diversos estudos anteriores realizados em roedores, publicada recentemente no periódico científico Frontiers in Psychiatry, afirma que, embora as sugiram que o exercício pode incentivar as pessoas a beber, essa relação não é preocupante para a maioria de nós. “É improvável que alguém que bebe moderadamente se torne um alcoólatra como resultado da prática de atividade física”, Leasure.

(Da redação)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)