Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veja Essa

'Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira', do presidente Jair Bolsonaro, e outras frases que marcaram a semana

Não pode dinheiro público ser usado para fins pornográficos.

JAIR BOLSONARO, presidente, flertando com a censura ao propor “filtro” nos financiamentos da Ancine

Com toda a devastação que vocês nos acusam de estar fazendo e ter feito no passado, a Amazônia já teria se extinguido.

BOLSONARO, namorando o intervencionismo ao duvidar dos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)

Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira.

BOLSONARO, cortejando a cegueira seletiva ao desmentir a realidade

Com essa cabeça aí, tu não nega, não.

BOLSONARO, afagando o preconceito ao fazer observação jocosa sobre as origens nordestinas (entre outros comentários do gênero) do ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura

 

Não é porque você está com um cocar que você pensa que é mais brasileiro do que eu, seu safado.

ABRAHAM WEINTRAUB, ministro da Educação, ao ser abordado por grupo indígena quando passava férias com a família no Pará. Depois, nas redes sociais, disse que eles tinham sido “cercados” em uma praça — “as crianças ainda estão chorando”

Aqui não é terra sem lei.

SERGIO MORO, ministro da Justiça, ao anunciar a revogação do status de refugiado de três paraguaios, ligados a grupos de esquerda e acusados de sequestro em seu país, que fugiram e obtiveram asilo no Brasil em 2003

O Daniel disse não a diversas oportunidades de emprego e postergou projetos profissionais por vários meses para poder trabalhar na minha campanha.

TABATA AMARAL, deputada (PDT-SP), exaltando o sacrifício do namorado, que, conforme revelou VEJA, ganhou 23 000 reais pelos serviços prestados

Onde tem miséria você não vai preservar.

TEREZA CRISTINA, ministra da Agricultura, incompatibilizando o combate à pobreza com a defesa do meio ambiente

Não se combate terrorismo com flores (…). O recado está dado. Não enfrente a polícia.

WILSON WITZEL, governador do Rio de Janeiro, justificando o aumento de mortes causadas por policiais neste ano. Agora que a mensagem ficou clara, segundo ele, o número deve diminuir

É a crônica da morte anunciada. Temos a agressão, o endereço da mulher e do agressor, sabemos que ela corre risco de morrer e, no final, ela morre.

FATIMA MARINHO, médica, coautora de um estudo que comprova falhas na prevenção de morte violenta de mulheres no Brasil

O comportamento de alguns manifestantes radicais desafia a autoridade do governo central. (…) Isso não será tolerado.

WU QIAN, porta-voz do Ministério da Defesa da China, em ameaça velada de uso da força militar para conter os protestos que sacodem Hong Kong há dois meses

Proibindo esse procedimento arcaico, garantimos que os animais não estarão mais sujeitos a tratamentos desumanos e desnecessários.

ANDREW CUOMO, governador de Nova York, o primeiro estado americano a banir a remoção cirúrgica das garras dos gatos

Ser um pavão no meio da comunidade miserável não tem graça nenhuma.

EIKE BATISTA, megaempresário falido, em autoavaliação na qual também afirmou que se considera “sinceramente humilde”. Ele recorre em liberdade da pena de trinta anos a que foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro

 (./.)

O modelo fica lá com o pênis parado, recebendo a massagem.

ANITTA, cantora, descrevendo a mecânica de um curso de “massagem tântrica nas partes íntimas” em que se inscreveu para aprimorar certas habilidades

Publicado em VEJA de 31 de julho de 2019, edição nº 2645