Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veja Essa

As frases que marcaram a semana

O imbecil que está lá, e não deveria estar, pode até ser honesto, mas é um idiota que está ferrando com todo mundo.

FAUSTO SILVA, apresentador global, em desabafo sobre políticos no programa do domingo 6. A fala causou tamanho burburinho que ele divulgou um vídeo explicando que se dirigia à classe política em geral, e não ao presidente Jair Bolsonaro

Haddad, o fantoche do presidiário corrupto, escreve que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. A verdade é que o marmita, como todo petista, fica inventando motivos para a derrota vergonhosa que sofreram (sic) nas eleições.

JAIR BOLSONARO, presidente do Brasil, reagindo no Twitter a uma provocação do adversário petista

Na verdade, quem disse isso foi um jornalista da (emissora alemã) Deutsche Welle. Mas, se você já se sentir seguro para um debate frente a frente, estou disponível.

FERNANDO HADDAD, treplicando e espicaçando. Em seguida ao bate-boca, correu o boato de que Bolsonaro havia bloqueado Haddad no Twitter, o que não aconteceu

Atenção, professores: seu aluno que inicia agora o 1º ano do ensino médio não precisa saber sobre feminismo, linguagens outras que não a língua portuguesa ou história conforme a esquerda.

EDUARDO BOLSONARO, deputado e terceiro filho, antecipando as mudanças de rumo no Enem, que está sob nova direção

Estou muito a fim de esclarecer tudo isso. Mas não contava com essa doença.

FABRÍCIO QUEIROZ, ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro, que, alegando problema de saúde, falta desde dezembro a convocações para esclarecer movimentações bancárias suspeitas. Ele diz que foi operado de câncer no intestino, está de repouso e vai fazer meses de quimioterapia

Para nós, Satã é um símbolo de orgulho, liberdade e individualismo, e serve como uma representação externa do nosso maior potencial pessoal.

IGREJA SATÂNICA, comemorando o agradecimento de Christian Bale, o melhor ator no Globo de Ouro, a Satanás pela inspiração para representar o ex-presidente Dick Cheney no filme Vice

Para participar, tudo o que vocês têm de fazer é me seguir e retuitar esta mensagem.

YUSAKU MAEZAWA, bilionário japonês que bateu o recorde de compartilhamentos no Twitter — mais de 5 milhões — ao prometer sortear quase 1 milhão de dólares entre 100 retuitadores. A marca anterior era do americano Carter Wilkinson, que pediu retuítes para ganhar um ano de chicken nuggets em uma rede de fast-food — e conseguiu 3,5 milhões e os nuggets gratuitos

Ainda não achamos uma forma de desvincular o aumento de emissões poluentes do crescimento econômico.

TREVOR HOUSER, analista do Rhodium Group, instituto de pesquisa que anunciou uma elevação de 3,4% na poluição por dióxido de carbono nos Estados Unidos no ano passado, a maior em oito anos

Foi difícil enxergar isso? Fooooooi! Uma luta! Uma luta real, comigo mesma!

BÁRBARA BORGES, atriz, revelando nas redes sociais seu combate contra “a relação que tinha com o álcool, que foi evoluindo para exageros”

Como alguém vai aprovar o impeachment de um presidente que ganhou a maior eleição de todos os tempos, não fez nada de errado, (…) registra nos dois primeiros anos de governo mais sucesso do que qualquer antecessor e é o republicano mais popular da história do partido?

DONALD TRUMP, presidente mais que perfeito dos Estados Unidos, fazendo um balanço muito pessoal de sua trajetória política

Se você estiver procurando alguma coisa remotamente interessante para assistir às 21 horas, estarei no Instagram ao vivo, dobrando roupa lavada, de lingerie, durante oito minutos.

STORMY DANIELS, a atriz pornô que assombra Donald Trump, promovendo um showzinho particular no mesmo horário do pronunciamento do presidente na TV. Ela teve 17 000 visualizações

Das duas, uma. Ou a Terra não se move ou é preciso modificar a física inteira.

OLAVO DE CARVALHO, mentor intelectual do clã Bolsonaro, abrindo instigante debate nas redes sociais

 (Daniel Ramalho/AFP)

Com o tempo, a morte dá uma sensação de conformismo. Se a onda da indignação acabar, as pessoas se acostumarão com a ausência.

MÔNICA BENÍCIO, companheira da vereadora carioca assassinada Marielle Franco, alertando para a necessidade de insistir na elucidação do crime, que completou 300 dias sem solução

Publicado em VEJA de 16 de janeiro de 2019, edição nº 2617