Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Quatro sucessos da Sony, que vai fechar neste mês sua fábrica no país

As vendas de TVs, câmeras e equipamentos de áudio serão encerradas até o fim de março, assim como a operação da fábrica na Zona Franca de Manaus

Por Da Redação Atualizado em 4 mar 2021, 13h46 - Publicado em 5 mar 2021, 06h00

- PlayStation (foto)
Uma das multinacionais com maior tradição no Brasil na área de eletroeletrônicos, a japonesa Sony anunciou no último dia 1º que vai acabar com sua produção por aqui depois de quase cinquenta anos. As vendas de TVs, câmeras e equipamentos de áudio serão encerradas até o fim de março, assim como a operação da fábrica na Zona Franca de Manaus, que possui cerca de 300 empregados. A empresa vai continuar atuando no mercado por meio de distribuidoras que importam itens como o PlayStation, um dos maiores sucessos recentes da companhia. As versões 4 e 5 do videogame já não eram produzidas no país desde 2017.

- Walkman
Em termos de consumo de áudio, o aparelho criado pela Sony representou no fim dos anos 70 uma revolução comparável à produzida décadas depois pelo advento dos iPods, da Apple. Espécie de rádio em miniatura com ótima qualidade sonora para ser apreciada com uso de headphones, o Walkman da Sony tocava fitas cassete e sintonizava emissoras AM e FM. Virou coqueluche nos Estados Unidos e repetiu sucesso semelhante no Brasil.

- Discman
Criado pela Sony em 1984, virou sinônimo de reprodutor portátil de CDs. Os dispositivos foram sucesso nos anos 90 com a popularização dos disquinhos. A ideia original era desenvolver um produto para permitir ao público fã de óperas apreciar essas obras durante longos voos a trabalho.

- Blu-ray disc
Em parceria com grandes estúdios de cinema como a Warner, a Sony colocou no mercado, em 2006, a nova geração de DVDs, com qualidade superior de som e de imagem.

Publicado em VEJA de 10 de março de 2021, edição nº 2728

Continua após a publicidade
Publicidade