Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Quatro esportes que empregam o vídeo como auxiliar na arbitragem

A NFL, liga profissional futebol americano, utiliza o recurso desde 1986

Por Da Redação Atualizado em 4 jun 2024, 16h29 - Publicado em 19 abr 2019, 07h00

– Futebol
O lance em que Hudson, do São Paulo, parece segurar a camisa de Henrique, do Corinthians, incendiou discussões entre torcedores no jogo do domingo 14, que acabou sem gols. Lance normal, não foi pênalti, decidiu o VAR (Video Assistant Referee, o auxiliar de vídeo do juiz). A Fifa só adotou a tecnologia em 2016, e a discussão sobre seus resultados segue feroz (nos campeonatos estaduais deste ano, também foi controversa a anulação de um gol do Flamengo na vitória contra o Vasco por 2 a 0). O VAR, de acordo com as regras da Fifa, é usado, por decisão do juiz, para deliberar sobre gols, pênaltis e cartões vermelhos.

– Futebol americano
A arbitragem da NFL — a liga profissional de futebol americano — já se vale do vídeo há bem mais tempo do que a do futebol: desde 1986. Na temporada de 2017, porém, apenas 1% dos lances exigiu o uso do Instant Replay. Cabe aos treinadores contestar a decisão do árbitro em campo para que se chegue a uma definição quanto ao lance duvidoso com o recurso do vídeo.

– Beisebol
A MLB, liga americana de beisebol, recorre ao vídeo para corrigir eventuais erros de arbitragem desde 2008. O modelo é similar ao da NFL, a partir de 2014: são os treinadores que pedem a revisão do lance. A análise de vídeo não é feita no próprio estádio, mas em uma cabine de vídeo na sede da MLB, em Nova York, por árbitros.

– MMA
A UFC, que organiza os campeonatos internacionais da luta, passou a aceitar o vídeo para dirimir dúvidas sobre faltas dos combatentes há apenas dois anos. O lutador não pode pedir a revisão — existe uma pessoa de sua equipe designada para tanto —, e ela tem de ser rápida: o pedido de utilização do vídeo só pode ser feito no intervalo de um minuto entre um e outro round.

Publicado em VEJA de 24 de abril de 2019, edição nº 2631

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.