Clique e assine a partir de 8,90/mês

Leitor: Rodrigo Maia, testes para Covid-19 e o calendário do Enem

Os assuntos mais comentados da semana

Por Da Redação - Atualizado em 24 abr 2020, 10h55 - Publicado em 24 abr 2020, 06h00

Assuntos mais comentados 

– Reportagem de capa
– Páginas Amarelas (Rodrigo Maia)
– Os testes para Covid-19
– Primeira Pessoa (Heloísa Schurmann)
– A manutenção das provas do Enem


BOLSONARO E O NOVO MINISTRO DA SAÚDE

Pessoas que defendem o isolamento social: médicos, profissionais com formação em saúde pública. Pessoas que defendem o cancelamento do isolamento social: cidadãos sem informações adequadas. Em quem podemos confiar? Não parece ser escolha difícil… (“Agora é tudo ou nada”, 22 de abril).
Matheus Vasconcelos
Fortaleza, CE (via Facebook)

O pico de casos da Covid-19 era para ter sido em março, passou para abril e, agora, maio. Enquanto isso, o povo tem pressa de comer. É fácil ficar em casa, de quarentena, para quem tem reserva e condições financeiras razoáveis de tocar o cotidiano.
Patiti Gama
Rio de Janeiro, RJ (via Instagram)

Na prática, a decisão de isolamento e quarentena cabe a governadores e prefeitos — e não a ministros, como o da Saúde.
Fábio Félix Fernandes
Quixeramobim, CE (via Instagram)

É triste ver a figura transtornada de Bolsonaro apoiando minoritárias manifestações de apoio à quebra dos poderes constituídos da República, em plena crise de saúde da Covid-19. Ao ir de encontro às recomendações das medidas sanitárias que o momento exige, o presidente nem se dá conta de estar minando as próprias prerrogativas, que ficam abaladas por tão inusitada e incompreensível postura.
José de Anchieta Nobre de Almeida
Rio de Janeiro, RJ


RODRIGO MAIA

Quem está certo? O deputado federal e médico ortopedista Luiz Henrique Mandetta ou o deputado federal e médico Osmar Terra? O presidente Bolsonaro ou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (“Equívocos fatais”, Páginas Amarelas)? Sabemos apenas que as instituições hospitalares do Brasil não estão preparadas para a Covid-19. Estão construindo hospitais de campanha e comprando máscaras e equipamentos às pressas. Estão gastando bilhões de reais sem licitação e com destinos duvidosos. Sabemos que vamos perder milhares de brasileiros, por falta de responsabilidade única e exclusiva das nossas autoridades. Disso nós temos certeza.
José Carlos Saraiva da Costa
Belo Horizonte, MG

A impostura de Rodrigo Maia é manifesta. No seu melhor estilo de “dar o tapa e esconder a mão”, Rodrigo Maia mira abertamente 2022, mas sempre acalentando o sonho de se tornar primeiro-ministro antes disso.
Ludinei Picelli
Londrina, PR


TESTES

A ciência, tão desprestigiada no Brasil de hoje, lutando para nos salvar (“O teste de fogo”, 22 de abril).
Fabricio Fameli
Curitiba, PR (via Instagram)

Continua após a publicidade

Parabéns ao belíssimo trabalho da Fiocruz.
Leonardo Prado
São Paulo, SP (via Instagram)


ENEM

Do jeito que as coisas caminham, se o Enem for mantido mesmo, só os alunos da rede particular vão poder participar. Eles estão tendo aulas on-line, Já os estudantes da rede pública nem computador têm (“Nota zero para o ministro”, 15 de abril).
Karinna Boscolo
Pacaraima, RR (via Facebook)


CLOROQUINA

Minha tia tem lúpus e se trata com cloroquina há algum tempo, sem grandes resultados. E agora, para piorar, com essa história de que esse remédio oferece supostos benefícios para o tratamento da Covid-19, não conseguimos mais achá-lo — os farmacêuticos dizem ter sumido das prateleiras. Mas é preciso ter calma — a cloroquina, sabemos por experiência própria, atinge a visão, a audição e até a locomoção. Mas a torcida é para que dê certo.
Marcela Guzz
Florianópolis, SC (via Facebook)


SOLIDÃO - Heloísa Schurmann, matriarca de uma família de velejadores: as lições da vida no mar podem ser aplicadas ao período de quarentena em que vivemos Família Schurmann/.

“Já enfrentei duas tempestades em alto-mar. Meu Deus, a gente pensa que não vai sobreviver, mas sobrevive.” (“Toda tempestade passa”, Primeira Pessoa, 22 de abril)
Glaucia Wonderful, São Paulo, SP (via Instagram)


MARCELO ADNET

Casos de abuso dificilmente são divulgados, devido aos diversos traumas que repercutem na vida de uma pessoa. Quando alguém revela uma agressão sexual em público, é porque, de algum modo, já deve tê-la superado. Não entendo, portanto, por que a avalanche de comentários e grosserias contra Marcelo Adnet nas redes sociais (“O humor é terapêutico”, Páginas Amarelas, 15 de abril). O vírus e o isolamento social devem mesmo deixar muitas pessoas com os ânimos exaltados.
Ananara Fróes
Montes Claros, MG (via Facebook)


MARCO ANTÔNIO DE BIAGGI

Que bom o excelente cabeleireiro Marco Antônio de Biaggi ter conseguido manter seu negócio funcionando (Gente, 15 de abril). Ele conseguiu. Mas a cabeleireira do meu bairro, o dono da lojinha de material elétrico, o proprietário da papelaria, esses não vão conseguir.
Amanda Viola
Santos, SP (via Facebook)

Publicado em VEJA de 29 de abril de 2020, edição nº 2684

Continua após a publicidade
Publicidade