Clique e assine a partir de 9,90/mês

Leitor

"Se não surgir nada melhor, teremos apenas duas opções: anular o voto ou escolher o menos ruim." Marcos A.L. Santana, Palmas, TO

Por Da Redação - 3 ago 2018, 07h00

Assuntos mais comentados

  • Bolsonaro cresce. E assusta (Capa)
  • Kleber Lucas (Entrevista)
  • Carolina Lebbos, a algoz de Lula
  • Sean Goldman
  • Roberto Pompeu de Toledo

Capa

Grosseirão e ignorante, Jair Bolsonaro é mesmo uma ameaça real para o país. Ele ilude as pessoas prometendo uma disciplina de quartel, como se isso fosse resolver os problemas do Brasil (“Bolsonaro cresce. E assusta”, 1º de agosto).
Mônica Delfraro David
Campinas, SP

Sou assinante de VEJA e estranhei o texto da capa da edição 2 593. Assusta a quem? Só aos corruptos, ladrões e similares. Não assusta a milhares de seus leitores.
Luiz Guilherme Nogueira Gonçalves
Rio de Janeiro, RJ

Bolsonaro assusta os corruptos de qualquer partido, assusta os integrantes do toma lá dá cá, assusta aqueles que não querem a renovação.
Antônio Ribeiro
Recife, PE
Via e-mail

É incrível como tantas pessoas se deixam seduzir por políticos cujas características principais são a arrogância, as promessas mirabolantes e a intelectualidade pífia, como Lula e Bolsonaro. Tomara que os indecisos pendam nas eleições deste ano para a racionalidade.
Adalberto Alves de Matos
Barra do Garças, MT

Não sou de direita nem, menos ainda, de esquerda. Sou Brasil, e sou contra essa roubalheira, contra o fundo partidário, o desarmamento e a reeleição em todos os níveis. A imprensa nos massacra falando para votar certo, mas como? Os candidatos são os mesmos. Diante desse quadro, quem realmente traz esperança de mudança é Bolsonaro. Vou dizer mais, vai levar no primeiro turno.
Carlos Humberto Scigliano
Ilhéus, BA

O quadro político para a próxima eleição presidencial é, no mínimo, desolador. Os dois candidatos que lideram as pesquisas de opinião pública possuem restrições consideráveis. O primeiro colocado encontra-se preso e está praticamente inelegível, em razão da Lei da Ficha Limpa. Por sua vez, o segundo colocado, que já afirmou não entender nada de economia e passou trinta anos omisso como deputado federal, tenta de todas as formas desdizer as afirmações e posturas radicais demonstradas no passado, no intuito de surfar num momento “paz e amor” e angariar votos dos indecisos. Se não surgir nada melhor, teremos apenas duas opções: anular o voto ou escolher o menos ruim.
Marcos A.L. Santana
Palmas, TO


Kleber Lucas

Precisamos de mais pessoas que soltem a voz como o pastor Kleber Lucas (Entrevista, “Que Jesus é esse?”, 1º de agosto), que cantem com a alma e que preguem a verdadeira palavra de Cristo. A religiosidade sem sentido à qual as pessoas estão acostumadas é vazia. O genuíno amor constrói. Falo como brasileira, evangélica e esposa em seu terceiro casamento.
Elisângela Popi
São Paulo, SP

O pastor Kleber Lucas dá um belo exemplo ao praticar a tolerância que Jesus Cristo ensinou, e que infelizmente não é adotada por muitos dos que se dizem seus seguidores. Parabéns pela atitude, pastor. O mundo seria um lugar mais agradável se mais pessoas fizessem o mesmo.
Petuel Preda
São Paulo, SP

É fácil saber quem ele se tornou. Kleber Lucas esconde-se atrás do rótulo “estou sendo perseguido por evangélicos” meramente para buscar um novo público para shows. Essa atitude já foi pesada na balança.
João Figueiredo
Via iPhone

Muito ponderado o pastor Kleber Lucas em suas colocações. Nós, seres humanos, temos uma capacidade enorme de julgar o próximo, mas Deus conhece o coração de cada homem. À medida que entendemos e praticamos o amor, tornamo-nos pessoas melhores.
Luis Carlos Benvenuti
Itajaí, SC


Carolina Lebbos

CAROLINA LEBBOS – A caçula dos juízes criminais de Curitiba é responsável pelas condições do ex-presidente Lula na prisão ./.

“Vivendo há 39 anos em Brasília, posso afirmar com segurança que são magistrados como a juíza Carolina Lebbos que, com seriedade, delicadeza e rigor, vão fortalecer o Poder Judiciário novamente.”

Josué Fermon, Brasília, DF

Parabéns à juíza substituta da 12ª Vara Federal de Curitiba, doutora Carolina Lebbos, que sabiamente aplica em suas decisões o princípio da igualdade, preconizado na Constituição Federal, não privilegiando ninguém em razão de cargos ou funções. A insigne juíza dignifica a Justiça brasileira.
Ruvin Ber José Singal
São Paulo, SP

A alcunha de algoz, que insinua crueldade, é inapropriada à jovem e idealista magistrada, que, indiferente à notoriedade dos réus presos, aplica o que determina a lei, de modo justo, imparcial e soberano, valendo-se de recato e humildade. Se seu singelo exemplo frutificar dentro do próprio Judiciário, já será um ganho extraordinário para todos nós, cidadãos descrentes.
Mauro Sérgio Michielin
Curitiba, PR


Sean Goldman

VEJA sempre com reportagens cativantes (“A vida após a tempestade”, 1º de agosto). Ficaram sobejamente demonstradas a relevância e a necessidade do diálogo e do entendimento entre as pessoas. Se Bruna tivesse pedido a guarda compartilhada de Sean, em vez de entrado com ação judicial, o resultado poderia ter sido outro e a criança não teria passado por tanto sofrimento.
João Zarinello
Via e-mail


Roberto Pompeu de Toledo

A carência de reflexão e de líderes verdadeiros talvez tenha contribuído para que a seriedade ideal desse lugar à contaminada malandragem “Se lá em cima fazem, vou fazer também”. O caos cristalizou-se em detrimento de o povo ser efetivamente atendido (“Papagaiadas”, 1º de agosto).
Esmeralda Fernandes
Rio de Janeiro, RJ


EUA X China

Trump, ao tirar os EUA do Tratado Transpacífico, destruir o Nafta, impor tarifas de importação, romper alianças, ser contrário à globalização, entregou de mão beijada a liderança mundial ao império chinês (“O Império do Meio x o Império do Norte”, 1º de agosto), que deixa de ser do Meio e passa a ser do Globo. Só não há mais guerras quentes entre impérios por causa da bomba atômica. EUA x Rússia ficaram só na Guerra Fria, mas passaram a fomentar “guerras quentes” em todo o mundo, desde 1946.
Paulo Sérgio Arisi
Porto Alegre, RS


Água em Marte

Eu me chamo Vitória, estou cursando o 9º ano do ensino fundamental em São Paulo. Mesmo que não nos dê a certeza de que existe vida em Marte (“As águas de Marte”, 1º de agosto), essa descoberta traz esperanças. Se já encontramos água, a base de tudo, podemos, sim, encontrar outros elementos que nos ajudem a confirmar que há vida no local. Brilhante matéria. É ótimo saber que podemos ter esse tipo de informação.
Vitória Maria
São Paulo, SP

Publicado em VEJA de 8 de agosto de 2018, edição nº 2594

Publicidade