Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cinco mudanças no trânsito para 2018

Agora só falta punir

– Pedestres e ciclistas

A partir de abril, começarão a valer as multas de 44,19 reais a pedestres e de 130,16 reais a ciclistas que circularem fora das áreas destinadas a eles

– Pena maior para motoristas bêbados

No mesmo mês, aumentará a punição para motoristas alcoolizados que provocarem morte no trânsito. A pena, que hoje é de dois a quatro anos de prisão, passará a ser de cinco a oito anos, sem a possibilidade de sua substituição por prestação de serviços

– Sai a carteira digital

A carteira nacional de habilitação (CNH) digital será emitida em todo o país a partir de fevereiro. A versão para celular só estará disponível para motoristas que têm o documento impresso no formato mais recente, com QR Code

– Documento de cara nova

Em sua forma física, a CNH também ganhará novo formato — em vez de ser impressa em papel, vai virar um cartão de plástico com microchip, parecido com um cartão de crédito. O modelo deve ser implementado até o fim do ano

– Mais cintos de segurança

A presença de cinto de segurança de três pontos em todos os assentos do carro, inclusive o do meio no banco traseiro, será obrigatória em modelos inéditos lançados a partir de 2018

Publicado em VEJA de 10 de janeiro de 2017, edição nº 2564

Este conteúdo é exclusivo para assinantes do site. Assine agora e tenha acesso ilimitado.

Conheça os planos de assinatura OU

Já é assinante? Faça o login

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ADEMIR silva

    Galera, sei que existem mudanças importantes para com o nosso trânsito. Mas de alguns anos para cá, os políticos descobriram uma forma de nos “policiar”, enquadrar, proibir etc. se vc perceber, tudo que o legislador faz é com essa finalidade. Observe, é mais fácil punir do que fiscalizar. Hoje já não podemos fazer mais nada! Tudo hoje é regulamentado. A pessoa não faz mais nada sem ter que ter o Estado para “liberar”. Se tivéssemos justiça, não iria precisar de mais e mais regras para conduzir o povo. Mas quando é ele que precisa ser enquadrado, eles dão logo um jeito de se safar. Ex: vc compra um carro e quer instalar um sistema de som (por mais simples que seja) só para ouvir dentro do carro, tema lei que regulariza, ou seja, vc tem que pagar. Sabe porquê essa lei surgiu ? Porque o estado é incompetente para fiscalizar quem abusa, abrindo a mala do carro perturbando o sossego alheio. Assim é melhor regulamentar porque todos irão pagar a taxa , entendeu? Agora começe vcs observar que tudo que temos que fazer tem que pagar ao Estado. Aqui no meu Estado, uma prancha de estandup ao bater na cabeça de um banhista na praia, um vereador logo disse: temos que regulamentar isso e também aqueles profissionais que ficam treinando alunos na areia da praia. Ou seja, regulamentar é tirar dinheiro da gente. Fiquem atentos!

    Curtir