Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Carta ao Leitor: Em busca da verdade

VEJA, que se empenha em fazer um jornalismo de qualidade, zela pela correção das informações que divulga e faz um combate cerrado às fake news

Por Da Redação Atualizado em 4 jun 2024, 17h40 - Publicado em 12 jan 2018, 06h00

A avalanche de notícias falsas no universo on-line — as chamadas fake news — chamou a atenção mundial depois do impacto aparentemente decisivo que elas tiveram na eleição americana de 2016, que resultou na vitória de Donald Trump. Agora, depois de muita especulação e estudo, começam a surgir os primeiros trabalhos acadêmicos sobre esse fenômeno de natureza essencialmente digital — e há notícias boas para a imprensa e seus leitores.

O estudo mais recente, realizado por pesquisadores das universidades de Dartmouth, Princeton e Exeter, mostra que as fake news tiveram, de fato, um enorme alcan­ce na eleição de Trump. Um em cada quatro americanos entrou em contato com pelo menos uma notícia falsa durante a eleição. Em compensação, essas inverdades compunham uma parte ínfima do cardápio noticioso que os eleitores consumiam diariamente, donde se pode presumir que talvez — apenas talvez — o impacto das mentiras digitais tenha sido menos intenso do que se supõe. Até os consumidores contumazes de fake news, segundo constatou o estudo, informavam-se muito mais frequentemente pelos veículos tradicionais de imprensa, fosse no papel, fosse nos sites.

É um sinal largamente positivo que a imprensa americana continue sendo a fonte de informação mais relevante para o grosso da população. No Brasil, a situação tem sido semelhante. Na semana passada, VEJA encomendou ao instituto Ideia Big Data uma pesquisa para tentar medir o impacto das fake news entre os leitores no país. O levantamento, que ouviu 2 000 brasileiros por telefone, mostra que 67% dos que desejam checar se uma informação é falsa ou verdadeira recorrem aos jornais, revistas e emissoras tradicionais. O restante, 33%, recorre a amigos.

São dados animadores para VEJA, que se empenha em fazer um jornalismo de qualidade, zela pela correção das informações que divulga e faz um combate cerrado às fake news que infestam o universo digital. Uma das contribuições de VEJA para restabelecer a verdade é o blog Me Engana que Eu Posto, que está no ar no site da revista desde janeiro de 2017 e chega a registrar 3 milhões de acessos por mês.

O principal tema do blog são notícias falsas sobre a política e suas adjacências. Nesse campo, a nota que mais atraiu a atenção dos internautas até agora dizia respeito a uma notícia falsa segundo a qual o juiz Sergio Moro teria se debruçado sobre a Bíblia ao condenar o ex-presidente Lula. Fora da política, a nota mais lida desmentia que o litoral brasileiro estivesse prestes a sofrer a ação catastrófica de um furacão devastador.

Continua após a publicidade

Quem está no comando do blog é o repórter João Pedroso de Campos, formado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Pedroso de Campos tem apenas 24 anos, mas já desenvolveu um olho clínico para identificar as fake news. “Muita gente recebe informações falsas e as passa adiante sem pensar duas vezes, sobretudo no WhatsApp”, diz ele.

Desde dezembro, o Me Engana que Eu Posto abriu um canal para que o leitor colabore no combate às manchetes mentirosas da internet. Quem tiver recebido alguma notícia que considere suspeita, ou cuja veracidade queira comprovar, poderá entrar em contato com o blog via WhatsApp, pelo número (11) 99967-9374. Diz Pedroso: “Queremos indicar como reconhecer esses boatos”.

Publicado em VEJA de 17 de janeiro de 2018, edição nº 2565

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.