Clique e assine com 88% de desconto

Carta ao Leitor: De todas as criações

A seção de Cultura, comandada pelo jornalista Jerônimo Teixeira, é um bom exemplo da qualidade que VEJA se propõe a levar a seus leitores semanalmente

Por Da Redação - 3 ago 2018, 07h00

O universo cultural de um povo funciona, em boa medida, como sua carteira de identidade. Ciente dessa grandeza, VEJA sempre dedicou atenção especial ao noticiário sobre as artes em suas múltiplas modalidades. Nesta edição, a seção de Cultura, comandada pelo jornalista Jerônimo Teixeira, um gaúcho de 49 anos que entrou no jornalismo pela porta da literatura, é um bom exemplo da diversidade e da qualidade que a revista se propõe a levar aos leitores semanalmente.

No início da seção, o leitor poderá se deliciar com a pujança visual da reportagem do editor Marcelo Marthe sobre a mostra São Francisco de Assis na Arte de Mestres Italianos, que será aberta nesta quarta-feira, 8, em Belo Horizonte e em outubro chegará ao Rio de Janeiro. Com vinte quadros — entre os quais uma tela de quase 3 metros de altura de Ticiano —, a exposição revela como o santo foi retratado da Renascença ao Barroco, e a matéria explora tanto sua popularidade quanto seu lugar na arte: ele foi a terceira figura mais visitada pelos pintores do período, depois de Cristo e da Virgem.

À grande arte, segue-se Hollywood em sua vertente mais popularesca e assumidamente cafona: uma crítica de Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo, musical embalado pelas canções do Abba, continuação de um sucesso de 2008. O texto é assinado por Isabela Boscov, a crítica de cinema de VEJA que tem o dom de só fazer textos excepcionalmente bem escritos — e sempre admiravelmente certeiros.

Na página seguinte, o leitor encontra um balanço da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), feito pela repórter Luísa Costa. A Flip, o mais reputado e badalado evento das letras no país, trouxe em sua 16ª edição menos nomes estelares mas recebeu um público maior. Ainda no terreno literário, mas avançando pela história, uma resenha de Jerônimo Teixeira apresenta a primeira biografia substancial de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, recém-lançada pelo jornalista Lucas Figueiredo. Em seguida, vem a coluna de João Cezar de Castro Rocha, com sua elaboração costumeiramente surpreendente.

Publicidade

Fechando a seção, o leitor terá as tradicionais páginas de VEJA Recomenda e a lista de livros mais vendidos em quatro categorias. Com pintura, cinema, literatura e história, a Editoria de Cultura de VEJA oferece um panorama amplo e visões originais que se destinam a brindar seus leitores com páginas capazes de elevar o espírito. Boa leitura.

Publicado em VEJA de 8 de agosto de 2018, edição nº 2594

Publicidade