Clique e assine a partir de 9,90/mês

Weintraub vai ao Senado para falar sobre problemas no Enem

Ele será ouvido nesta terça-feira, 11, pela Comissão de Educação; ida de ministro ocorre dias após parlamentares apresentarem pedido de impeachment

Por André Siqueira - 11 fev 2020, 09h41

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, será ouvido, nesta terça-feira, 11, pela Comissão de Educação do Senado, para falar sobre os problemas da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A reunião está marcada para as 11h.

Em seu perfil oficial no Twitter, Weintraub disse que estará à disposição “para esclarecer as inúmeras mentiras que foram propagadas sobre o Enem 2019 e mostrar o trabalho que estamos realizando frente ao Ministério da Educação”.

Os resultados do Enem são utilizados como critério para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), que oferece 237 000 vagas nas universidades federais. Quando as notas foram divulgadas, em janeiro deste ano, estudantes apontaram inconsistências na correção das provas e tiveram os pedidos de revisão negados. Depois, o Ministério da Educação admitiu inconsistências, que atribuiu à impressão das provas.

A ida de Weintraub ao Senado ocorre dias depois de um grupo de deputados e senadores ter apresentado, no Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido de impeachment do ministro. A ação possui como base um relatório produzido pela Comissão Externa de Acompanhamento do MEC – presidida pela deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP), com relatoria do deputado federal Felipe Rigoni (PSB-ES).

“O que fica evidente a partir das análises multitemáticas é que o planejamento e a gestão do ministério estão muito aquém do esperado e são insuficientes para dar conta dos desafios educacionais que se apresentam no país”, diz o documento, que acusa o Weintraub de crime de responsabilidade.

Publicidade